Consultoria de Marketing Digital
Início » 14 Sugestões de SEO para produção de texto para seu Blog

14 Sugestões de SEO para produção de texto para seu Blog

tecnicas de seo para blogger

Com um Blog você não vende seu produto, mas sua competência. Então confira as dicas de SEO para seu Blog e para otimizar os seus posts.

Se você acha que criando o melhor post do mundo, isso vai já te trazer logo logo um monte de contatos e vendas, está errado.

Um bom Blog é um canal para divulgar o seu conhecimento do ramo em que você atua para que o seu público-alvo desenvolva confiança em você e na sua empresa.

É muito comum para quem começa a escrever um Blog que os conteúdos saiam mais do coração do que da cabeça. Como quando você escreveu os primeiros poemas quando era criança.

Você achava que eram profundos e complexos. Vá lê-los agora, tenho quase certeza que não vai gostar…tecnicamente falando..

Tranquilo(a), isso é normal, é simplesmente o temperamento de quem está começando.

No Blog é a mesma coisa.

Se você começar a jogar no teclado emoções a partir do título, vai acabar escrevendo algo que fale mais das suas empolgações e frustrações, do que do segmento que você quer apresentar.

Não estou falando de deixar do lado a emoção, pois querendo ou não o Blog traz a parte humana da gente. No Blog você fala como você, mesmo apresentando a sua empresa.

 

Estrutura de um post otimizado

Podemos dar algumas indicações básicas para otimizar seus primeiros posts sem ter muito conhecimento de SEO.

O seu post pode ser em Wix ou WordPress.

Nós da NoTopo.com somos especialistas em WordPress. Caso você tenha um Blog em WordPress, sugiro instalar o plugin gratuito Yoast para WordPress, que ajudará na otimização.

 

1. Introdução

É importante que o seu leitor saiba do que vai se tratar o artigo logo no começo. Tanto é que como técnica de otimização é sugerido deixar claro no primeiro parágrafo, a palavra-chave que será trabalhada no post. Esta abordagem ajudará também os motores de pesquisa a considerar seu post relevante para uma ou mais palavras-chave.

 

2. Título do post e H1

Tem uma diferença entre título do post e o Header 1 (H1).

O título do post é o que você usa para engajar com o leitor que entrou no site. Este título vai ser mostrado no início do conteúdo na página do post e não é diretamente relevante para fins de SEO.

Já o Header 1 (H1) é uma tag importante para a otimização do seu post. É aquele que aparece na SERP, nos resultados de busca do Google,

O H1 (Header 1) é o título que resume o seu artigo para os motores e para o usuário nos resultados de busca.

Sugiro que use variações semânticas para título H1 e título do post. Quantas mais variações semânticas, mais o seu post será otimizado.

otimização do header 1

otimização do título do post

3. Header (H2)

Enquanto a tag do título do post (H1) precisa conter a palavra-chave principal, o seu post precisa ser estruturado em mini capítulos para a identificação fácil dos temas tratados nele.

O H2 (Header 2) é a tag que precisa ser associada a cada capítulo do seu post e precisa conter informações para orientar usuário e motor de busca.

Para isso é importante deixar o título de cada mini seção em Header 2, outra tag do seu post, o que ajuda tanto o usuário, quanto o motor de pesquisa.

É bom usar variantes da palavra-chave nestes subtítulos H2.

Estas variantes são chamadas de LSI –Latent Semantic Indexing, praticamente são sinônimos da palavra-chave principal trabalhada no seu post.

É muito provável que seu leitor não irá ler o post inteiro mas passará rapidamente o olho pelos títulos do parágrafos até a Conclusão.

Assim irá parar só se achar um assunto interessante dentro do artigo.

 

4. Meta-Description

É aquela tag que aparece nas buscas no Google, logo após o título (H1) com um resumo do que o post vai falar. A meta-tag precisa ser otimizada, ou seja, incluir a palavra-chave que você está trabalhando no seu post.

 

otimização do título da meta-description

 

O objetivo da meta-description é convencer o usuário que no seu post achará os detalhes da informação procurada e informar os motores de busca sobre a otimização do seu site em relação à sua palavra-chave.

Agora o Google permite uma meta-description mais comprida do que antes, deixando uma descrição de até 320 caracteres contra os 160 de antes.

Isso porque ele quer que a informação chegue mais rápida para o seu leitor.

Esta questão é controversa, pois caso o leitor ache a informação na página do Google, não precisa entrar no seu site e isso vai diminuir o seu CTR (taxa de clique).

No entanto o que vai aumentar é a autoridade do seu site perante o Google para aquela palavra-chave específica, então é muito provável que vai aparecer mais entre os resultados do Google, e como terá pessoas que acessarão o seu site, afinal o número de visitas aumentará.

5. Links internos

Não esqueça que seu post fica dentro uma categoria de um Blog com vários posts.

Então é super importante que seu post linque a outros conteúdos do seu site para ajudar o usuário na navegação.

Na verdade os links internos também ajudam a passar uma pequena parte de autoridade do seu post ‘pilotada’ para outras páginas do site. No entanto o impacto desta abordagem é muito reduzido se comparado com outras mais relevantes como a estruturação do seu site.

Quando você inserir um link, ele é associado a uma ou mais palavras do seu post. Este texto com o link chama-se de texto âncora.

 

6. Otimização de imagens do post: Alt-tag

Por estranho que pareça, nem todos os motores de busca reconhecem as fotos carregadas.

Então para ter certeza que a foto do seu post seja reconhecida universalmente, você precisa associar a ela uma tag que fale para o motor do que se trata.

Esta tag chama-se de Alt-Tag e é fundamental para fim de otimização.

Idealmente a imagem principal deveria conter uma Alt-Tag com a palavra-chave trabalhada ou seu sinônimo.

Se a foto tiver um link para outro conteúdo, o Alt-Tag representa o texto âncora do link.

 

Bônus: Foto destaque do seu post – mostre a sua personalidade usando plataformas gratuitas como Pixabay.com e Canva.com

Sabemos da importância de criar conteúdos híbridos, que integrem texto, imagem e vídeo.

É muito fácil ler posts que incentivam inserção de fotos e vídeo, mas quanto custa tudo isso?

Claro que você pode comprar suas imagens em bancos de dados, mas será que uma imagem super linda vai te dar o resultado esperado para o seu post?

Nós sugerimos, pelo menos no início, usar imagens dos bancos de dados gratuitos, tipo Pixabay.com onde você pode fazer download de imagens com com copyright comunitário e gratuito, ou seja, pode usar sem pagar pelos direitos autorais

Mesmo assim, sugiro deixar a referência da sua foto à fonte onde você pegou.

Uma vez que você escolheu a sua foto, precisa inserí-la no seu post. Mas é muito provável que tal imagem veio com dimensões completamente diferente do tamanho ideal para seu Blog.

Então você pode usar a plataforma gratuita Canva.com para redimensionar as fotos antes de carregá-las no seu post.

 

7. CTA – Call to Action

Não esqueça, no final, de se despedir do seu leitor com uma chamada para a próxima ação.

Pode pedir um comentário no mesmo post, ou entrar em contato caso precise de mais informações, etc.

É muito importante que fique claro para o usuário qual é o próximo passo.

 

8. Otimização de Blog para Mobile

Acredito que não precise enfatizar a tendência sempre mais forte dos usuários migrarem para celular na busca de conteúdos.

Isso significa que você precisa considerar o dispositivo mobile na hora de criar um post, mas também a situação em que alguém está lendo seu Blog.

Precisa usar bastante subtítulos para o usuário que procura itens de forma rápida no seu post (pense em alguém que esteja lendo seu Blog dentro de um ônibus).

Também o design do mobile além de responsivo, precisa ser específico para o smartphone.

Por exemplo a estrutura do menu não é mais horizontal, mas fica na lateral esquerda ou direita e o usuário vai abri-lo só ao precisar.

 

menu mobile para site otimizado

 

9. Velocidade de carregamento do post do seu Blog

Precisa também fazer uma análise da velocidade de carregamento do seu Blog, tanto no desktop, quanto no mobile.

Para isso pode usar a ferramenta gratuita do Google, PageSpeed Insights.

É importante saber que o comportamento no desktop e no mobile podem ser diferentes, assim a otimização precisa ser feita para os dois dispositivos.

Para ajudar a velocidade de carregamento no post no mobile, você pode criar páginas AMP.

Uma página AMP (A Mobile Page) é criada dentro do Google diretamente pegando as informações mais relevantes do post ou do site, ficando de fato mais leve para carregar.

Isso vai ajudar o ranqueamento do seu Post pois melhora o SEO dele.

 

Veja neste artigo nossas dicas sobre como Otimizar seu de Sites Mobile?

 

10. Otimização em WordPress

Sugiro escrever a primeira versão do seu post em um arquivo do seu computador, exemplo em Word.

Uma vez terminado pode revisá-lo e então carregá-lo no Blog e proceder com a otimização.

Nós sugerimos usar WordPress e o plugin Yoast para isso.

Caso tenha dúvida se escolher Wix ou WordPress para seu Blog, pode ler este artigo: Wix ou WordPress, qual o melhor?

Ou pode assistir este vídeo:

 

11. Revisão externa

Uma vez que escreveu seu conteúdo, precisa deixá-lo descansar por um tempo, tipo um dia, ai pode revisá-lo.

Com certeza achará alguns erros ou inconsistências a serem corrigidas.

Não adianta fazer isso logo após a primeira versão do post. Ele precisa descansar e sua cabeça também.

Feito isso, é bom ter uma revisão por uma terceira pessoa, tanto para identificar erros que você não enxergou, tanto para testar se as suas explicações ficaram claras para o seu público.

 

12. Divulgação

Muitos acham que o trabalho de Blog termina na produção.

Errado! A produção de um post é 30% de uma Estratégia de Marketing de Conteúdo.

Os 70% restantes ficam na divulgação.

O que adianta ter o melhor Blog do mundo se ninguém sabe que existe? Então bora divulgar.

No começo você pode considerar algumas plataformas de mídia paga, para impulsionar as visitas.

Você pode divulgar via Links Patrocinados ou via seu perfil nas Redes Sociais.

No entanto o que é mais importante é estabelecer o melhor canal para sua divulgação.

Se estiver tratando de um segmento B2B (Business to Business), melhor ficar no LinkedIn, se estiver falando de produtos B2C (Business to Consumer) ou para uma turma jovem, pode usar Instagram ou Facebook, e por aí vai.

Não tem uma fórmula perfeita para esta escolha. A melhor estratégia está em fazer uma estimativa, talvez na base de históricos de segmentos parecidos em que você trabalho, e depois..testar, testar, testar.

É importante lembrar que postando um post do seu Blog na sua página ou perfil das Redes Sociais, você não vai impactar todos os seguidores da sua página. Por exemplo no Facebook, você pode chegar a impactar 10% – 15% da sua base.

 

O que isso significa?

Se você quer usar as Redes Sociais para divulgar seu post, precisa pensar em duas etapas:

  • Levar gente para sua página;
  • Levar gente da sua página para o Blog (clicando no post que você compartilhou).

 

Sugiro replicar fotos e conteúdos terceirizados para atrair seguidores para a sua página e depois postar o seu post na página para impactar uma porcentagem da sua base de fãs

 

13. Análise dos Resultados.

Muito provavelmente, apesar de esforços e horas passadas a escrever e otimizar seu post, os primeiros não irão te dar o sucesso esperado na internet.

Relaxa, isso é normal, precisa aprender fazendo.

O que é importante é que você avalie tais resultados para entender sempre o que não deu certo e o que pode ser melhorado.

É sempre bom avaliar os resultados da sua estratégia perante alguns concorrentes diretos ou Benchmarks.

 

 

14. Conclusão

No final do post, é preciso inserir uma conclusão que resuma tudo que foi abordado.

Uma coisa super importante a se lembrar sobre Marketing Digital é que você pode aprender tudo na internet, sem gastar um centavo, simplesmente usando:

  • Horas de estudo;
  • Horas de teste;
  • Avaliação dos resultados;
  • Realinhamento da sua estratégia.

No entanto para uma estratégia dar certo no mundo da internet, cheio de informações, é um processo estruturado, então foque nele antes de qualquer coisa, seguindo as indicações acima para otimizar seu post.

 

Veja neste link algumas indicações sobre onde procurar fontes de conteúdo para seu post.

 

Eu acredito que o desenvolvimento de um processo vai te ajudar a escrever conteúdo bem melhor de qualquer terceirizado.

Pois afinal é a sua competência que você está divulgando, então é a sua cara que tem que colocar.

Ficou com alguma dúvida ou gostaria de acrescentar ou opinar sobre este artigo?

Deixe um comentário aqui embaixo.

Estrategista de Modelos de Negócio e de Marketing Digital, Engenheiro. Mais de 10 anos de experiência internacional em vários paises da Europa e América Latina. Especialista na implementação e otimização de Processos de Business. Perfil linkedin: https://br.linkedin.com/in/daniloalbadigitalmarketing

..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.