Vale a Pena Investir Só em AdWords ou é melhor testar várias Plataformas?

AdWords
por

O Google AdWords é de longe, o queridinho do Marketing Digital no Brasil. Dos motivos mais associados com iniciantes, como o clássico “você não paga para aparecer na busca” aos motivos mais técnicos, é quase impossível encontrar uma estratégia de Marketing Digital sem uma campanha de AdWords associada.

Posso Investir tudo em AdWords?

Não me leve a mal, não estou aqui para falar “não use o AdWords”. Para muitos negócios, eu diria a maioria deles, ele é – se não o único – ao menos o ponto de partida para uma estratégia de Marketing Digital. Bons exemplos são segmentos muito restritos, como equipamentos de manutenção de automóveis de linha pesada…

Para eles, vale a pena atacar bastante com buscas em palavras-chave igualmente específicas. Serviços que dependem de contatos para fechar uma venda, também costumam ter bons resultados, pois se mostram disponíveis logo após o usuário buscar o termo.

Entretanto, existem motivos para não tratarmos o AdWords como a única solução para uma campanha de Marketing Digital, por mais que um seja basicamente sinônimo do outro no Brasil.

AdWords - Cachorro digitando em teclado de computador com os dizeres "i have no idea what i'm doing"

Porque não utilizar Apenas o AdWords

O primeiro deles vem de uma certa fraqueza que a plataforma possui em Branding. Por mais que as campanhas de Display tenham popularizado a plataforma, hoje ele não é mais a primeira opção em marcar presença online. Com a web mais social que temos, vale muito diversificar a verba em estratégias de conteúdo, impulsionadas com anúncios no Facebook e suas ferramentas irmãs, como o Instagram.

Caso você não saiba, o Facebook Ads abriga anúncios para Instagram, da mesma forma que o Google AdWords abriga também os impulsionamentos de videos do YouTube.

Partindo também para um ponto de vista um pouco mais estratégico, vale entender os micro-momentos de compra dos seus leads, para determinar a forma de abordá-los melhor. Lembra do exemplo gigantesco dos “equipamentos de manutenção de automóveis de linha pesada” que citei ali em cima? Então, sabemos que quem tem interesse nesse tipo de produto VAI pesquisá-lo certo? Agora imagine que a pessoa clique no anúncio mas não faça efetivamente a conversão.

Essa pessoa pode mais tarde abrir o Facebook, ou LinkedIn, e ser impactada por um anúncio de Remarketing, e resolver realizar aí sim o pedido de uma cotação. Isso sem contar que há a possibilidade de alimentar as plataformas com os dados dos visitantes, que cruzados via big-data, traçam públicos semelhantes, que podem auxiliar nas conversões.

Tenha o AdWords como um dos braços no Marketing

Sendo assim, volto a dizer: o AdWords é um excelente ponto de partida, porém, só um analista de Marketing realmente experiente saberá te indicar uma boa e variada estratégia. Muitas vezes a solução não é destinar um orçamento gigantesco em função de uma plataforma, mas conseguir dividir a verba de forma eficiente e integrar tudo com coerência e foco no objetivo do seu negócio.

Compartilhe!

Entre o Discurso e o Código, descobriu na Análise Estratégica de Comunicação sua paixão. Busca integrar estratégias de mídia e conteúdo através do Marketing de Atração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?