Revisão DO Planejamento Estratégico Marketing Digital é um MUST DO para segmento de Móveis e Decoração!

Revisão DO Planejamento Estratégico Marketing Digital é um MUST DO para segmento de Móveis e Decoração!

Por que os resultados de marketing digital ficam abaixo do esperado?

Já começo adiantando que esse conteúdo não abordará nenhuma fórmula infalível para empresas do segmento de móveis e decoração venderem mais.

Meu papo aqui é reto e direto.

Falarei sobre o que marcas do segmento de móveis e decoração, novas ou que existem há décadas no mercado, não fizeram nesses últimos anos e que, de certa forma, impactou os resultados da empresa.

Antes dessa reflexão, que poderá te ajudar bastante, continuar, confira abaixo alguns conteúdos que com certeza darão insights do que pode ser feito para você conseguir mais clientes e maximizar suas vendas.

  1. Qual perfil de profissional pode ajudar a minha empresa estruturar o MKT Digital?
  2. Como maximizar vendas com estratégias de MKT Digital?
  3. Quando minha empresa deve considerar o Inbound Marketing?
  4. Como eu faço o Plano de Marketing da minha empresa de forma eficiente.

#REFLEXÃO 1 – Cometendo um erro comum

De todas as empresas que atendemos do segmento de móveis e decoração, a sensação que eu tive foi de que todos eles organizavam o marketing de forma intuitiva, sem estruturação e planejamento.

Se você se identificou, não deixe de baixar o TEMPLATE para fazer o Plano de MKT da sua Empresa.

Com pouca análise e compreensão de quem (posicionamento da empresa), para quem (ICP – perfil do cliente ideal), como (o que será direcionado) e onde (canais).

Estou tentando ser o mais simplista possível, para desmistificar certos conceitos de marketing que podem soar muito exclusivos para profissionais.

QUEM (Brand Persona) – o que é minha marca, onde ela está dentro do bolo do segmento, como ela é vista, como se posiciona?

Muito embora esse quem pareça muito simples, sabemos que no final das contas, poucas empresas refletem mesmo sobre o QUEM.

Muitas vezes entram em contradição entre o que querem ser e o que realmente são. Ou tentam se adequar ao canal, criando linguagens diferentes.

Veja nesse conteúdo Como Evitar a Crise de Personalidade da Marca!

Além disso, o fator “conversa de diretoria” faz com que os colaboradores, o time de vendas, estoquistas, recepcionista, montagem, etc, – não se sinta pertencente dentro desse quem, enxergam a empresa de outra forma.

E o que isso implica?

  • Falta de cultura de empresa
  • Desqualificação do atendimento
  • Rotação de equipe
  • Falta de pertencimento de equipe

O que pode acarretar em baixa performance e pós-venda falho.

Para Quem – (Buyer Persona)

Nós, como profissionais de marketing, estamos muito habituados a escutar dos nossos clientes que eles podem vender para qualquer um.

Pera lá, se você acha que vende para qualquer um, qualquer um do seu segmento é seu concorrente, o seu produto deverá ter um preço MUITO bom para que qualquer um compre e vender em qualquer lugar.

Os extremos são bem complicados, mas de qualquer forma, é melhor super segmentar, do que querer abrir o leque demais.

Nem todo mundo vai comprar da sua marca, nem todo mundo vai se interessar pelo seus produtos, vai ter dinheiro ou disposição para apertar o botão do ESTOU INTERESSADO.

É essencial as marcas mapearem exatamente o perfil de seus clientes, entender muito bem quem são, como compram, de quem compram, porque compram, etc.

Entender quem serão os influenciadores da compra.

Nesse setor vocês tem dois clientes – o arquiteto e decorador – que são os grandes influenciadores, e o cliente final, que assina o cheque.

Pensar em falar com qualquer arquiteto ou decorador também é um erro, pois tanto um como outro também tem o perfil de cliente deles, e precisa de ajuda para se localizar e achar sua fatia dentro desse bolo.

Então, é essencial o entendimento do arquiteto e do cliente dele, para que ambos optem e recomendem a sua marca.

COMO – depois desse mapeamento, é essencial estabelecer como será a comunicação da marca com esses clientes.

A oferta de produto é alta dentro da internet!

Sendo assim, o discurso deverá ser muito bem alinhado entre comunicador e receptor para que haja entre ambos uma conexão.

Essa conexão desperte interesse, esse interesse resulte em uma interação e dessa interação saia uma venda.

E a comunicação não é apenas um anúncio bonito, um site bacana, isso é o mínimo que a sua empresa pode fazer para demonstrar o que ela faz, mas a integração real entre discurso de empresa e pontos de comunicação.

A sua loja é um ponto de comunicação importante, ela pode falar através de VISUAL MERCHANDISING, mas se o vendedor não for muito bem treinado, se o ponto comercial não souber exatamente quem é o potencial cliente dele, todo esse trabalho de Branding pode ir por água abaixo.

Por isso, volto a enfatizar que a definição de diretoria não significa nada se toda a empresa não for integrada dentro desse planejamento, se todas as equipes não tiverem bem conectadas, se todos os pontos de comunicação não falarem a mesma língua.

Seu posicionamento e planejamento não pode ser algo apenas escrito no papel, ele deverá ganhar forma e ser sustentado por todos que trabalham na sua empresa.

ONDE – Depois de tudo mapeado, de entender exatamente os gargalos e traçar o plano de conquista do cliente ideal, você saberá exatamente onde sua empresa deverá gastar mais esforços para atrair e conquistar mais clientes.

Lembrando que atração é custosa, trabalhosa. 

Portantodeveremos sempre focar imensamente em retenção, que é mais barato e traz mais novos clientes, o boca a boca é um santo que ajuda muito o setor, pois as recomendações entre arquitetos e decoradores é ativíssima.

Estar em todos os canais não necessariamente é relevante, para esse segmento especificamente o que mais é indicado – EVENTOS PARA RELACIONAMENTO, INSTAGRAM, PINTEREST.

No entanto, começar a fazer evento para atrair qualquer tipo de possível cliente é um erro bastante cometido também, muito embora os profissionais do ramo gostem de circular, conversar, mostrar o que estão fazendo, há muita oferta desses tipos de ações.

Criar uma rede de relacionamento séria, ter realmente a vontade de escutar e contribuir, faz muita diferença.

#Mindset errado das empresas do segmento: “poucos fazem marketing digital, eu não preciso fazer, meu mercado é muito pequeno…”

Uma vez conversando com uma consultora de negócios, especializada no ramo de Móveis e Decoração, ela me passou que muitas empresas deixam de trabalhar o posicionamento da marca, deixam de prosperar e passar a barreira dos grandes polos de varejistas, pois acreditam que o mercado é pequeno, acham que não vale a pena, não conseguem entender como poderiam expandir suas fronteiras.

Mais um no mercado…

Essa mentalidade, ao que me parece, acaba desacelerando o próprio mercado e abrindo espaço para grandes empresas de tecnologias se apoderarem da fatia do mercado, carente que não tem acesso a esses polos.

Além disso, empresas que trabalham seu Posicionamento de Marca de forma mais estruturada, acabam ganhando mais destaque e sendo referência do mercado.

Se todas as empresas ainda estão tímidas nos meios digitais, está mais do que na hora de empresas que querem fazer diferente se apoderarem das plataformas para gerarem conteúdo relevante para suas redes de relacionamento.

Quando falamos conteúdo não é apenas postar fotos de produtos e tendências, mostrar pessoas em eventos, é apresentar seu portfólio de forma diferenciada, agregando serviços, atuando, quem sabe, de forma consultiva, usando aplicativos para se aproximar de seus clientes, plataformas digitais como pontos importantes de interação com a marca.

Quando falamos de posicionamento de marca nos meios digitais, estamos abrindo as barreiras, expandido para além da ponte Rio – São Paulo.

Um cliente nosso, de móveis de alto padrão daqui de SP, queria mais visibilidade para sua empresa na internet, porém estava fazendo mais do mesmo, conteúdo pouco chamativo, que gera pouca percepção da marca e acaba passando despercebido.

#Como identificar Gargalos no Planejamento de Conteúdo de Mídias Sociais?

Continuando o exemplo, esse mesmo cliente nunca falava para sua audiência o que realmente fazia, o diferencial era escondido, o trabalho era apresentado de forma comum, sem muita “graça”.

Um Instagram cheio de fotos still, muitas pessoas, pouco engajamento, logo e era isso.

Quando começamos a estruturar o Posicionamento da Marca, através de nossas consultorias, começamos a estruturar um conjunto de ações de identificação do diferencial da empresa, dos valores, do que os clientes deles realmente valorizavam.

Ficamos discutindo sobre como eles desenvolvem seus produtos, quem são seus melhores parceiros e porque essas parcerias são tão boas, quem eram seus melhores clientes, qual era a missão da empresa, etc.

Construímos juntos um Dashboard da marca, entendemos que a comunicação não estava falha apenas nos canais de mídias sociais, mas tínhamos problemas de Vitrinismo, a marca não passava para seus clientes o que realmente era…

Enxergamos gargalos importantíssimos e tivemos insights maravilhosos do que poderia ser feito para novas linhas, relançamentos, edição de mix de produtos no site.

Logo quando organizamos o Instagram – uma ferramenta poderosa para empresas do segmento de móveis e decoração, eles começaram a ver resultados como:

Aumento do engajamento, mais foco na persona, ligação de clientes que realmente entendiam o que era a marca – Um escritório de arquitetura famosíssimo europeu virou cliente.

Com todo o trabalho conseguimos juntos estruturar  muito melhor o que a empresa era e quais futuros direcionamentos.

#Não adianta só acreditar que mídias sociais vão vender

Seu time comercial vai vender e os canais poderão ajudá-los divulgando os serviços e produtos da sua empresa.

O objetivo final de todas as ações de marketing é venda, claro!

Contudo, deixar com que os canais de mídias sociais façam o papel de vendas e performance, chega a ser inocente quando não estamos tratando com e-commerce.

Os canais de mídias sociais precisam encantar, apresentar, conversar e informar.

Quando o conteúdo consegue desempenhar todos esses papéis acima, claro que o aumento pelo interesse na marca aumenta, há uma audiência muito mais engajada, que, está, de certa forma, se conectando com aquela marca.

Por isso, rever a comunicação e enxergar os gargalos é essencial.

O objetivo final de todas as ações de marketing é venda, claro! Contudo, deixar com que os canais de mídias sociais façam o papel de vendas e performance, chega a ser inocente quando não estamos tratando com e-commerce. Os canais de mídias sociais precisamos encantar, apresentar, conversar e informar. Quando o conteúdo consegue desempenhar todos esses papéis acima, claro que o aumento pelo interesse na marca aumenta, há uma audiência muito mais engajada, que, está, de certa forma, se conectando com aquela marca. Por isso, rever a comunicação e enxergar os gargalos é essencial.

#COMO ESCOLHER OS PARCEIROS CERTOS PARA TRABALHAR O MARKETING DIGITAL?

Não adianta contratar apenas um profissional que saiba criar bons banners ou tratar bem das fotos.

O trabalho deve ser desenvolvido por pessoas que consigam mapear todos os  pontos acima e consigam estabelecer um planejamento de conteúdo, mensurando resultados para ir aprimorando a estratégia.

Veja se sua empresa deve escolher uma consultoria de marketing digital ou agência de marketing digital

#Quando é o  momento certo da minha empresa investir mais em marketing digital?

Mesmo empresas especializadas em conteúdo, que atuam com o mesmo  segmento, quando recebem clientes que não tem posicionamento, demoram para acertar pauta, discurso, perdendo oportunidade de  trabalhar em cima de uma pauta de conteúdo muito mais diferenciada e diversificada.

Quando já tiver desenhado todo o Posicionamento, como por exemplo:  BRAND PERSONA, BUYER PERSONA, ICP – PERFIL DE CLIENTE IDEAL, GOLDEN CIRCLE, etc.

Então, depois de  toda essa reflexão, pense como a sua empresa pode se comunicar de forma muito mais direcionada, assertiva.

Se você quiser saber mais sobre nossa Consultoria, temos uma boa notícia.

Estamos disponibilizando uma DEMONSTRAÇÃO. Acesse a página de veja como a CONSULTORIA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO funciona.

E aí, o que achou desse conteúdo?

Compartilhe conosco sua opinião!




Compartilhe!

Amo as redes. Conhecimento sem hierarquia é mais que maravilhoso. Amo pessoas, amo viver, gosto de falar e de escutar. Tento, com isso, aplicar essa percepção do outro em tudo o que eu faço. Viajar proporciona o entendimento de que o mundo não gira em torno do nosso umbigo e isso é, de certa forma, libertador. Só sei que nada sei e quanto mais eu sei, menos eu sei. (Sócrates é um lindo) Paixão pelo o que eu faço, Gosto (com G) do que eu faço e Muito de MKT DIGITAL porque tudo é mensurável! Ó SEA... cola na minha! =p

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?