O que escrever em um Blog de Startup?

blog de startup

Mas afinal, o que é realmente uma Startup e como escrever em um Blog para ela?

Existem duas respostas para esta pergunta.

Muitos empreendedores defendem que uma Startup é qualquer empresa que está em seu período inicial.

Mas também existem os que defendem que startup é uma empresa com custos de manutenção baixos que consegue crescer rapidamente e gerar lucros cada vez maiores.

Uma terceira categoria define as startups como pequenas empresas independentes que proporcionam um serviço ou produto inovador no mercado.

Por fim a definição mais usada: Uma Startup é um grupo de pessoas a procura de um modelo de negócios respeitável e escalável, trabalhando em condições de plena incerteza.

Antes de seguir, vamos ver o significado da palavra Startup na sua essência.

Não precisa ser fluente em inglês para entender que Start significa iniciar.

Na terminologia do Project Management, Start-up é aquela fase em que o projeto é pronto e precisa ser testado antes da entrega final ao cliente (hand-over).

Pense na construção de um metrô, de uma estrada, de uma casa, etc.

Este conceito foi trazido para o mundo empresarial.

Então já na definição, uma Startup, para existir, precisa ter bem mais do que uma ideia só, precisa ter algo cujas funções possam ser testadas antes do lançamento ao público.

O conceito Lean Startup

No entanto o mercado não é a mesma coisa do que o funcionamento de uma infraestrutura.

Quando a gente entrega um metrô, não tem como voltar atrás no projeto, então antes do lançamento, tudo, ou quase, precisa ficar redondinho para não dar problema.

No Marketing, isso é possível. É possível voltar atrás e mudar as funções que não dão muito certo.

Outra coisa que os marketeiros não levam em devida consideração é que, diferente do que acontece nas obras, no Marketing não tem risco de segurança (no sentido de safety em inglês). Pelo contrário, em um projeto de construção, por exemplo, a segurança das pessoas é coisa mais delicada, até além do projeto em si.

Tanto é que em inglês para definir a segurança física usa-se uma palavra (safety) diferente do que para definir a segurança não física, como patrimonial (security).

Esta possibilidade de partir para o mercado com as funções básicas e voltar a alterar as funções de forma cíclica, reduz drasticamente os custos de projeto.

A metodologia Lean Startup viabiliza este processo cíclico e torna o resultado mais objetivo pois é baseado na resposta do público mais do que em estimativas feitas no papel.

É nesta ciclicidade que se integram os conceitos de:

  • Design Thinking – onde o usuário final é Rei, então ele, de fato, dita o que precisa ser inserido no seu produto;
  • Machine Learning – onde, em vez de projetar uma máquina perfeita, o foco é no estabelecimento de um processo semi-automatizado que possa assimilar os feedbacks dos consumidores e aprimorar suas funções a partir deles.

Neste artigo passo algumas considerações sobre o Machine Learning:

10 Tendências de Marketing Digital para o 2018 no Brasil

Conceito de Startup no mercado

No entanto, não podemos nos afastar do conceito estabelecido de Startup no mercado, pois é no mercado que vivemos.

Na metodologia da NoTopo.com dividimos a vida de uma Startup em 3 macrofases:

  • Ideia;
  • Projeto;
  • Mercado;

Veja neste minivídeo, no canal no YouTube da NoTopo a explicação destas 3 macrofases de vida de uma Startup:

Então, por que fazer um blog de startup?

Quando um empresário cria conteúdo para o site da sua Startup, fica preso a velhos jargões e sem liberdade para se expressar.

No entanto, no blog a situação fica completamente diferente, pois possibilita uma conversa mais informal com sua audiência.

Nunca vou cansar de repetir que em um Blog você não vende o seu produto, mas a sua competência.

Este é um processo demorado, sim, claro.

Você confiaria em alguém só porque ele diz que é melhor do que os outros, ou porque fala que tem a ideia do século?

Quando deve ser começado um Blog para Startup?

Para conseguir um púbico fiel, é necessário que você crie conteúdo criativo e que envolva os seus seguidores.

Tá, eu sei, isso você já leu em um monte de post…rs

Na verdade o mais importante aqui é definir quando começar seu Blog e para quem.

Imagine que você está lançando um produto ou um serviço que não existe no mercado.

Provavelmente o seu cliente ideal nem sabe que precisa do seu produto.

Mais importante: você talvez nem conhece ainda em detalhes o seu cliente ideal.

Para isso que você precisa começar a criar uma comunidade online de seguidores e gente que confie na sua expertise.

Claro, isso precisa ser trabalhado também nas Redes Sociais, mas um Blog pessoal te permite uma gestão mais independente e a possibilidade de começar a crescer de forma orgânica no Google.

Um erro muito comum para Startups que querem divulgar na Internet é esperar o produto ficar pronto antes de começar a se comunicar online.

Isso é errado pois precisa de um tempo para criar sua comunidade, entender seu público-alvo e começar a ranquear no Google.

Então o ideal seria começar o seu Blog, bem antes do lançamento do seu produto.

Assim quando o seu produto estiver pronto, você já tem uma base de pessoas que te conhece, confia em você, no que você propõe e vai ser mais fácil convencê-las a comprar seu produto.

Para quem escrever seus artigos?

Se você está querendo lançar algo que não existe, provavelmente nem o seu público-alvo é bem definido.

Provavelmente você acha que sabe exatamente para quem vai vender, mas esta é só uma estimativa, pois não tem base histórica.

Só o tempo dirá efetivamente se o seu cliente ideal é aquele que você pensou no início da sua jornada.

Na minha experiência isso nunca aconteceu.

Afinal, existe um monte de oportunidades e obstáculos na frente que só passando por eles, você vai entender.

E provavelmente começando a interagir com os seus leitores, você vai entender que, o que eles precisam é um pouco diferente do que você estava propondo. Assim você vai afinar o seu produto e a definição do seu Buyer Persona (público-alvo).

Todas as empresas maiores que começaram como Startup passaram por este processo. Facebook, YouTube, Google e outras não começaram com o mesmo propósito que tem agora. Nem falando para as mesmas pessoas.

Técnicas de Design Thinking e de Lean Startup, de mãos dadas, te ajudam a montar um processo cíclico para desenvolver seu produto com a definição do seu público-alvo.

O Blog de uma Startup permite que as pessoas conheçam mais sobre o seu negócio e sobre o mercado em que atua, mas a inversa também é muito importante.

Seu Blog poderá ser um meio de você conhecer os seus possíveis clientes, sabendo suas dúvidas e onde o seu produto ou serviço está pecando, tudo isso através do sistema de comentários.

Assim, você terá uma base de clientes e consequentemente terá uma taxa de conversão maior, já que entenderá melhor o seu público-alvo.

Uma coisa boa a fazer é escolher seus early adopters, entre quem você acha que poderia ser seu cliente ideal.

Os early adopters são pessoas ou empresas que topam experimentar seu produto antes do lançamento oficial ou na primeira fase de funcionamento, a chamada fase Beta.

O feedback deles é muito interessante, tanto para o desenvolvimento do seu produto, quanto como material para escrever no seu Blog.

Você pode integrar esta abordagem com entrevistas diretas a seus early adopters falando sobre qual é o problema deles e como conseguiram resolver usando a solução que você propõe.

 


E qual seria o conteúdo deste Blog?

Aproveite sua expertise de mercado e desenvolva conteúdos que solucionem possíveis problemas comuns de seu segmento.

Primeiramente, você precisa escrever sobre as dores do seu potencial cliente e como você está pensando em trazer a solução para eles.

Escreva também sobre interesses gerais dos seus visitantes, e ao mesmo explique o valor de sua empresa neste mercado.

É bom criar categorias do seu conteúdo, para ajudar tanto na navegação interna do seu site, quando para orientar os motores de pesquisa nos tópicos que você está desenvolvendo.

Escreva sempre conteúdos originais, assim você escreve também os seus valores, sua opinião, filosofia e experiência de vida e consequentemente você atrairá pessoas com valores semelhantes aos seus.

Para poder defender ainda mais a sua expertise, é bom também mencionar a legislação do seu ramo.

  • Tem algo que pode ajudar juridicamente?
  • O que pode atrapalhar?
  • Existem editais, patrocínios, benefícios?
  • Históricos?

Também, caso você esteja tentando replicar algo que ainda não existe no Brasil, mas que já foi testado com sucesso no exterior, seria bom mostrar de forma concreta, com números, imagens e explicações, como a sua solução já resolveu os problemas fora do Brasil e como e se impactou em alguns trends de segmento.

O funil de venda para um Blog de Startup

funil-venda-simples

Nem todos os seus leitores estão procurando o mesmo tipo de conteúdo.

Então, além de agrupar seus posts em categorias, é interessante ordenar seus conteúdos dependendo do tipo de informação pesquisada por seu cliente ideal.

Por exemplo, tem pessoas que procuram simplesmente sobre informações de segmento, não necessariamente interessadas na compra imediata.

Estas pessoas ficam mais no topo do funil de venda, então apesar de ser interessantes para seu negócio, estão mais longe do micro-momento de compra.

Com elas vale a pena escrever sobre o seu ecossistema, a tendência evolutiva dele e os principais problemas que se encontram.

pessoas que estão familiarizadas com este problema estarão procurando a solução.

Para estes usuários, você precisa escrever mais sobre como resolver pepinos, qual é o remédio para estas dores.

Quem, depois, já conhece as possíveis soluções no mercado, estará mais apto a testar o seu produto. Estas pessoas estão mais no fundo do funil de venda. Para elas você pode falar da sua solução específica e dos benefícios que seu produto vai trazer.

Se falar do seu produto para quem estiver no topo do funil, você vai gerar alta taxa de rejeição (pessoas saem do seu Blog sem nenhum tipo de interação), pois não está proporcionando o tipo de conteúdo procurado.

 

 

Veja neste mini vídeo o que é exatamente um micro-momento de compra

 


Onde publicar seu conteúdo?

Claramente você precisa do seu Blog para poder publicar seus posts.

No entanto, a produção de um bom conteúdo fica entre 20% e 30% do esforço de uma Estratégia de Marketing de Conteúdo.

O gasto maior vai ser na divulgação dele.

Para isso claramente você pode usar ferramentas de links patrocinados, como Google AdWords, ou Facebook Ads ou os Anúncios no LinkedIn.

Também pode negociar com Blogs já relevantes no seu ramo, que falam para o seu público-alvo, para poder oferecer conteúdos originais em troca de links para seu site.

Esta é a base para Estratégias de Link Building e de um projeto de SEO off-site. Lembrando que a quantidade de links qualificados é muito mais importante do que um monte de conteúdos no seu Blog.

Se você tiver uma boa base de contatos, não esqueça de disparar seus conteúdos para sua base, via e-mail marketing, deixando eles sempre mais informados sobre o seu expertise, a evolução do seu segmento de mercado e as soluções que você propõe.

Importante deixar claro que quanto mais você escreve … você… e não como a empresa que você representa, tanto mais íntima e pessoal vai ser a relação que você cria com seu público-alvo.

 


Conclusão

Escrever em um Blog é sempre bom para engajar com seu público-alvo de forma independente das Redes Sociais e ganhar relevância perante os motores de busca.

Especificamente para uma Startup é bom começar a escrever bem antes de lançar o produto, para ter uma comunidade na hora de lançar.

Isso leva tempo e dedicação e…planejamento.

Só tenha cuidado com o planejamento, pois é muito fácil preencher planilhas de Excel, mas uma Startup é feita de teste, teste, teste.

Então eu sugiro dedicar mais tempo no teste e na análise dos resultados do que em um planejamento feito puramente no papel.

E você? Já escreve para um Blog de Startup? Tem algo para acrescentar ou opinar ou acha que está faltando algo neste artigo?

Fique a vontade de deixar um comentário aqui embaixo.

Compartilhe!

Estrategista de Modelos de Negócio e de Marketing Digital, Engenheiro. Mais de 10 anos de experiência internacional em vários paises da Europa e América Latina. Especialista na implementação e otimização de Processos de Business. Perfil linkedin: https://br.linkedin.com/in/daniloalbadigitalmarketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?