Quais são os Fatores Principais de um projeto de SEO On-Page?

projeto de SEO On Page

Todo mundo quer estar organicamente no topo das buscas do Google.

Você conhece alguma das técnicas de SEO? Ou acha que é apenas otimizar o seu site e inserir palavras-chave relevantes no conteúdo do seu site para o Google reconhecer a relevância do seu site e colocá-lo nos primeiros lugares da primeira página de buscas? Um Projeto de SEO On Page vai muito além disso!

Na realidade, existem mais fatores que influenciam o resultado de busca e o seu posicionamento orgânico.

Mas primeiro, você sabe diferença entre posicionamento orgânico e posicionamento por link patrocinado?

Caso tenha dúvidas, assista este vídeo que gravei para o canal da NoTopo no YouTube onde explico esta diferença:

Os fatores que você precisa considerar para ranquear no Google passam por códigos, tags e configurações de dados estruturados em ferramenta como Google Search Console.

É importante diferenciar entre duas macro categorias de SEO: On Page e Off Page.

 

Veja neste mini vídeo qual é a diferença entre SEO on page e SEO off page

Um projeto de SEO On Page trabalha a otimização do site em si, desde o código até às palavras-chave, aos links internos.

Um projeto de SEO Off Page trabalha os links de outros sites para o seu site. O que de outra forma é chamado também de Link Building.

É importante lembrar que o Google irá reconhecer uma nova página só a partir de um link para ela.

Neste artigo vamos entrar mais a fundo no SEO On Page, voltado a otimizar o seu site.

Nós gostamos de dividir um trabalho de otimização SEO On Page em duas fases: higiênica e estética.

A Higiene de um Projeto de SEO On Page

A fase higiênica de um trabalho de otimização inclui uma lista de tarefas nos bastidores, cujos resultados não dão para perceber ao primeiro olhar. Mas que são fundamentais. Digamos que esta é a fase para agradar os motores de pesquisa.

Aqui incluímos todas as configurações técnicas como comandos de noindex, nofollow, disallow, redirecting e as configurações de dados estruturados.

Veja neste vídeo o que exatamente significa nofollow, noindex e disallow:

Se você começou um trabalho de produção de conteúdo para ranquear no Google, sem considerar estas tarefas chatas, está perdendo muitas oportunidades.

Nós estimamos que a parte higiênica  do SEO demore entre 15 dias e 2 meses dependendo dos seguinte fatores:

Higiene de um Site e Domínio novo

Neste caso o seu site não tem histórico, você parte do zero, então não precisa arrumar nada do passado.

Esta fase é acaba sendo bem mais rápida e pode tomar só 15 dias.

No entanto é bom lembrar que o seu site, neste caso, demorará mais tempo para aparecer, pois o Google (ou outro motor de pesquisa), vai precisar de um tempo para reconhecer as páginas do seu Site (ranquear) e deixá-las aparecer nas buscas.

Nós estimamos entre 1 e 2 meses para que o seu site comece aparecer nas buscas.

Higiene de um Site Antigo

Neste caso, se você nunca fez um trabalho de SEO, provavelmente vai demorar um tempo para consertar os erros já presentes no seu site.

Para fazer isso, além das configurações em si, você precisa de todos os acessos possíveis ao seu painel administrativo de WordPress ou do CMS que você está usando, acesso ao servidor, acesso à conta Google Analytics, Google Search Console (se é que você já tem uma).

Para entender mais o que é WordPress e um CMS, assista esta mini pílula do canal da NoTopo no YouTube:

Por incrível que possa parecer, na nossa experiência, a parte mais difícil desta fase não está muito nas configurações, mas em conseguir estes acessos.

Isso porque muitos clientes acabam perdendo os acessos ao painel de controle/administrativo do site ou esses ficam com o programador que desenhou o site. Muitas vezes o cliente nem sabe que esse acesso existia.

Então não subestime esta fase higiênica do SEO

A Fase Estética de um Projeto de SEO On Page

Só uma vez que toda a parte técnica for resolvida, podemos pensar na fase estética. Esta fase tem mais a ver com a interação do usuário no site.

Aqui consideramos tanto a produção de conteúdo para seu site e seu Blog, quanto a experiência do usuário no seu site.

É aqui que você deve começar a trabalhar as palavras-chave. Mas como? As palavras-chave escolhidas para o seu Blog vem de um cruzamentos como: Relevância para seu segmento X solução para seu potencial cliente, Importância para o seu negócioVolume de Busca mensal da palavra-chave e o Nível de concorrência da palavra-chave:

Relevância para seu segmento X solução para seu potencial cliente

Muitas vezes o cliente desenha o site dele escolhendo termos que fazem sentido para ele, mas que não necessariamente são utilizadas pelos clientes.

Termos técnicos, nomenclaturas usadas por especialistas, por exemplo, podem fazer com que você não seja facilmente encontrado para potenciais clientes que buscam pelo seu serviço ou produtos.

Pense em como as pessoas reconhecem aquilo que você oferece para elas e tente fugir do “tecnês”.

Importância para o seu negócio

Muitas vezes temos um site com vários serviços e vários produtos. Sabemos que hoje em dia alcançar a primeira página dos buscadores é uma tarefa árdua, de planejamento e muita mão na massa. Sendo assim, é imprescindível você entender quais são seus principais serviços e produtos para todos os esforços inicias serem focados nessas páginas e nesses termos.

Não adianta querermos aparecer para todos os serviços e produtos.

Temos que fazer um cross entre:

  • O que as pessoas mais buscam?
  • O que é meu carro chefe de venda?
  • O que é mais rentável para a minha empresa?

Assim você terá um projeto bem definido para que todos o investimento e trabalho seja rentável.

Volume de Busca da Palavra-Chave

É uma estimativa de quantos internautas procuram a palavra-chave de seu interesse.

Preste atenção na diferença entre palavra-chave e termo de pesquisa.

A palavra-chave é constituída por uma ou mais palavras que você escolhe para o conteúdo do seu site.

O termo de pesquisa é uma ou mais palavras que o usuário usa na busca para chegar ao seu site.

Então é muito importante alinhar a palavra-chave do seu conteúdo, com o termo de pesquisa do usuário.

Por exemplo, imagine que você vende sapatos e quer ranquear para palavras tipo: sapatos femininos. 

Precisa ver se o usuário procura exatamente esta combinação de termos ou talvez algumas variações, por exemplo: sapato de mulher.

Você entende que tem uma pequena diferença entre os dois casos.

Como o Google premia a relevância do seu conteúdo, quanto mais a sua palavra-chave estiver perto do termo de pesquisa, mais ele vai ser considerado relevante.

Para ter uma estimativa do termos pesquisados pelos internautas, você pode usar ferramentas como Google Trends, onde você coloca as palavras chave de interesse, segmenta por período.

O Google Trends irá te fornecer a tendência de busca destas palavras-chave.

projeto de SEO On page - tendências de busca no Brasil da palavra chave: sapatos femininos

Pode também segmentar por região:

projeto de SEO On page - tendências de busca por região da palavra chave: sapatos femininos

Outra ferramenta muito importante para este fim é o Planejador de palavra-chave do Google AdWords, que você pode acessar neste link.

Ao inserir a sua palavra-chave, esta ferramenta, não só te passa uma estimativa de busca, mas também algumas sugestões de variações semânticas da palavra-chave.

projeto de SEO On page - volume de busca da palavra chave: sapatos femininos

As variações semânticas são muito importantes por duas razões

Primeira razão: Elas mostram a tendência de busca destas palavras (na coluna: Volume de pesquisa)

Segunda razão: Elas te ajudam a definir sinônimos para o seu conteúdo.

Esta parte é super importante, pois se você quer aparecer pela palavra sapato feminino, não pode encher o seu conteúdo com esta palavra-chave.

Isso valia talvez anos atrás.

Hoje em dia, se inserir muitas vezes a mesma palavra sem variações, o Google vai entender que você está tentando enganá-lo.

Este processo é conhecido como keyword stuffing (enchimento de palavras-chave) e precisa ser evitado.

Afinal você está na fase estética do processo de otimização, a fase voltada para o usuário.

E o usuário vai se incomodar ao ler sempre a mesma coisa.

E o Google premia a experiência do usuário no seu site, então vai começar penalizar o seu site por usar esta técnica.

A Importância da Experiência do Usuário no seu Site

Outra coisa importante nesta fase estética é a experiência do usuário no seu site.

Além de achar um conteúdo relevante, ele vai querer ter uma facilidade de navegação e uma interface agradável.

Se não, ele simplesmente vai embora.

Quando o usuário visita só uma página do seu site sem navegar mais, fala-se de rejeição.

A Taxa de Rejeição (Bounce Rate) mensura o número de usuários que visitaram só uma página do seu site dividido pelo número de usuários que visitaram mais que uma página.

Quanto maior a Taxa de Rejeição do seu site, menor a autoridade que o seu site vai ganhar para ranquear.

Você vai precisar de uma taxa de rejeição de 60% para baixo, ou significa que o seu site tem problemas de interação com os usuários.

Outra forma de testar a experiência do usuário no site é por meio de teste de usabilidade.

Este teste é importante para todo tipo de site, mas é necessário para ecommerce.

Fases de um Teste de Usabilidade

  • Defina o público-alvo e a sua persona;
  • Escolha entre 15 e 20 usuários que se encaixem nestas personas;
  • Oriente eles para entrar no site com um objetivo específico (por exemplo: comprar sapatos);
  • Grave as interações dos usuários no site;
  • Prepare um relatório dos pontos em comum das experiências dos vários usuários;
  • Identifique os pontos fracos do seu Site;
  • Implemente as alterações necessárias;
  • Se quiser pode fazer outra rodada de teste (com outros usuários, claro).

Se precisar de ajuda para implementar um teste de usabilidade para seu site, deixe um comentário aqui embaixo ou entre em contato com o time da NoTopo.

Análise de Concorrência das Palavras-Chave

Não é suficiente procurar palavras-chave mais procuradas pelos internautas.

Precisa também analisar o nível de concorrência das mesmas.

O nível de concorrência estima quantos outros sites estão trabalhando a mesma palavra-chave.

Se você quiser que o seu site apareça pela palavra sapato feminino, este termo tem, sim, grande volume de pesquisa, mas também um alto nível de concorrência.

Isso significa que mesmo você trabalhando estes termos, vai ser difícil ranquear por ele.

Pois provavelmente terá muitas mais empresas com já maior autoridade que você com a mesma palavra.

Vai ser muito difícil conseguir superar estas empresas no ranqueamento.

E então? Então, como falado no começo, precisa achar um ponto de equilíbrio entre volume de pesquisa e nível de concorrência da palavra-chave.

Aqui que entra o conceito de palavra-chave de cauda longa

O que é uma Palavra-Chave de Cauda Longa?

Uma cauda longa é uma palavra-chave com vários termos de pesquisa.

Normalmente pelo menos quatro.

No nosso exemplo, uma cauda longa pode ser: sapato feminino vendido em São Paulo.

Acredito que dê para entender que quanto maior a quantidade de termos na palavra-chave, menor será o nível de concorrência, mas ao mesmo tempo o volume de busca também cai.

Claramente usando os termos São Paulo você está cortando os usuários do Rio de Janeiro que queiram comprar no Rio.

Mas também você está cortando toda aquela parte de concorrência interessada em vender no Rio.

Para definir de forma assertiva a sua cauda longa, você precisa ter bem definido o seu público-alvo.

Assim, se você priorizar as vendas em São Paulo, pode acrescentar estes termos na sua palavra-chave de cauda longa.

Aqui ainda pode usar o Google Trends e o Planejador do Google de palavras-chave para entender volume de busca e nível de concorrência.

Se você estiver já familiarizado com estas ferramentas, então pode pensar em outras, um pouco mais técnicas como SEMRush, e Similar Web.

Uma vez terminadas as duas fases do projeto de SEO On Page, precisa agora concentrar sobre as técnicas de SEO Off Page. Ou seja criar links para seu site.

Iremos aprofundar o assunto dos backlinks em outro artigo.

No entanto, se precisar de mais informações específicas sobre os fatores chave de um projeto de SEO On Page, deixe um comentário aqui embaixo ou entre em contrato com o Time NoTopo.

Mas não esqueça que o Google irá reconhecer o seu site só por meio de links a ele.

Não adianta criar o melhor conteúdo do mundo, sem uma estratégia de divulgação.

Conclusão

Vimos que para um bom projeto de SEO On Page, não é suficiente encher o seu site de palavras-chave.

É necessário um trabalho e planejamento detalhado que passe pelas fases higiênica e estética.

Se você tem familiaridade com códigos e criação de conteúdo, pode até começar a mexer, botar as mãos na massa para ver onde vai chegar.

De qualquer forma, se precisar de alguma dica específica, deixe um comentário aqui embaixo ou entre em contato com o Time NoTopo.

Compartilhe!

Estrategista de Modelos de Negócio e de Marketing Digital, Engenheiro. Mais de 10 anos de experiência internacional em vários paises da Europa e América Latina. Especialista na implementação e otimização de Processos de Business. Perfil linkedin: https://br.linkedin.com/in/daniloalbadigitalmarketing

Comments

  1. Muito completo seu artigo! Acho que eu estou falhando justo na semântica das palavras. Obrigada por compartilhar

  2. Parabéns!
    Que incrível. Na verdade com paciência aqui nesse blog podemos aprender muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?