11 Dicas para criar melhores Landing Pages

11 Dicas para criar melhores Landing Pages

O que é uma Landing Page?

Landing Pages podem ser a solução para aumentar seu número de conversões.

O significado de Landing Page vem do inglês ‘to land’ que significa ‘aterrissar’ e ‘page’ que significa ‘página’.

Para não incomodar a língua inglesa, o Sinônimo de Landing Page é Página de Destino.

 

Objetivos de Landing Pages

Uma Landing Page tem um objetivo diferente das páginas de serviços dentro do seu site Institucional.

As páginas do seu site servem para ajudar na navegação do usuário no mundo da sua marca, para ele conhecer as várias soluções que você oferece, junto com os cases da sua empresa e, se tiver, a possibilidade de navegar pelo seu Blog, através de um simples clique no menu.

 

 

Estruturalmente, outra diferença é que a página de destino não tem menu. Então o usuário não tem como navegar para outros lugares do seu site.

E isso é bom?

O ponto é que usamos a Landing Page para ‘capturar’ quem já estiver interessado a saber mais sobre o produto que você oferece, sem necessariamente precisar familiarizar mais com a sua marca pela internet.

É o cara que não quer perder tempo.

 

Como criar uma Landing Page que converte

Como o usuário já sabe o que ele quer – ele está procurando saber mais de um produto ou serviço específico. Por isso, uma Landing Page precisa ter informações claras e diretas de cara.

Se quiser pode até inserir preços dos seus serviços padrão, pois o usuário já está na fase de saber mais do que você oferece.

Existem várias formas e ferramentas para geração de Landing Pages, algumas mais automatizadas, outras menos.

 

 

Ferramentas para criação de Landing Pages

Landing Page via WordPress ou Wix:WordPress e o Wix são plataformas para criação de páginas de forma rápida e amigável. Com eles você pode criar as suas landing pages sem necessidade de um programador. No entanto, você precisa garantir que as mesmas sejam integradas com o servidor do seu e-mail, para que o formulário enviado via landing page chegue na sua caixa de e-mail.

 

Landing Page via plataformas de e-mail marketing: Muitas plataformas de automação de e-mail como Dinamize oferecem, de forma gratuita para os assinantes, a possibilidade de criar landing pages a partir dos templates que eles oferecem. Normalmente estas são soluções rápidas e que funcionam. Neste caso, o lead (contato) gerado pela landing page, além de ir para seu e-mail, cairá diretamente na lista de contatos na plataforma, para poder automatizar o disparo de e-mail marketing.

 

Páginas de destino via plataformas de Inbound Marketing: Plataformas como RD Station, HubSpot, SharpSpring, LeadLover e Mautic oferecem a possibilidade de automatizar a interação com seu cliente ideal a partir do primeiro momento em que ele entra em contato com sua marca. Para isso, oferecem a possibilidade de criar landing pages gratuitas a partir de templates que eles oferecem.

 

Landing Pages personalizadas: Caso você tenha conhecimento de programação html, conheça um programador ou trabalhe com uma empresa que faça site, como nós da NoTopo.com, você pode pedir a criação de uma landing page customizada para sua necessidade. Para fazer isso, é sempre bom partir de uma análise de benchmarking, ou seja, observar como seus concorrentes diretos criaram a deles.

 

Veja neste minivídeo sobre como estruturar um projeto de Inbound Marketing sem necessidade de automação:

 

Como as Landing Pages se encaixam na sua estratégia de Marketing Digital

Espero que ficou claro que o objetivo primário de uma página de destino é a criação de um lead (contato) a curto prazo.

Quando você define o objetivo da sua Estratégia de Marketing Digital, junto com ele precisa entender se o seu objetivo é a longo, médio ou curto prazo e se você está falando com o topo, meio ou fundo do funil.

 

Benefícios de Landing Pages

As landing pages são fundamentais para uma Estratégia de Marketing Digital a curto prazo, até 6 meses, onde queremos falar para o usuário do fundo do funil.

Então uma página de destino é normalmente criada para acompanhar uma campanha de mídia, seja no Facebook, no AdWords, ou no LinkedIn. Assim quem clicar no anúncio, cai (land) diretamente na página de criação de lead e, se a mensagem da página for promissória para ele, ele preencherá o form da página para entrar em contato com você e saber mais sobre seu serviço.

 

 

Veja finalmente as 11 Dicas para criar Landing Pages que gerem Leads Qualificados

 

1. Inclua todos os elementos importantes na Página de Destino

Caso a sua página não replique serviços já descritos no seu site, você pode otimizar a sua página para SEO, inserindo descrição, imagem, Alt tag, para ela poder ranquear organicamente.

No entanto se você tiver outras páginas no seu site que falam do mesmo serviço e trabalham as mesmas palavras-chave, neste caso é bom pedir ao Google de não indexar a sua página, usando a tag: ‘noindex’. Caso contrário, a mesma poderia entrar em conflito com a sua página de serviço e gerar confusão no motor de busca.

Veja neste vídeo o que significa noindex, nofollow e disallow

Caso precise de mais informações sobre como trabalhar a indexação da sua landing page, deixe um comentário aqui embaixo ou entre em contato com a NoTopo.com

 

2. Remova links externos

Esses são os links que ao serem clicados levam para uma página externa à LP. Isso é uma coisa negativa? Neste caso, sim!

Como dito acima, o objetivo principal da Landing Page é fazer com que o navegante realize uma ação dentro da sua página. Levá-lo para fora da LP pode fazer com que ele não volte mais. Lembrando que a LP (Landing Page) vai atrás de quem já está no fundo do funil, querendo saber mais do seu serviço como solução à dor dele.

 

3. Conteúdo x Anúncios – consistência e Índice de Qualidade

O conteúdo da página de destino deve dizer a mesma coisa que seu anúncio, seja seu anúncio pago (por exemplo, Facebook Ads ou Google AdWords) ou um anúncio “orgânico”, como um banner em seu blog. Manter o conteúdo da Landing Page alinhado aos seus anúncios garantem que sua página de destino se torne relevante, principalmente se o navegante ficar satisfeito com o conteúdo encontrado. Então seja direto, objetivo e muito claro no conteúdo da sua Página de Destino.

O Google AdWords premia esta consistência aumentando o Índice de qualidade das suas campanhas de AdWords.

Quanto maior o índice de qualidade das suas campanhas, menor o custo por clique que você vai pagar.

 

Quer otimizar o índice de qualidade das suas campanhas de AdWords? Fale com nossos consultores e peça uma avaliação GRATUITA da sua conta AdWords.

 

4. A Landing Page precisa ser simples

Quanto mais simples for uma página de destino, melhor!

Destaque o diferencial/benefício do produto e mostre que não existe a necessidade de pesquisar mais. Você já oferece aquilo que o público-alvo está procurando;

Caso queira divulgar mais serviços ou produtos, sugiro criar Landing Pages parecidas estruturalmente, mas com conteúdo diferente. Eis a importância de criar um template como explicado no início deste artigo.

 

5. Quanto mais Páginas de Destino, melhor!

Quanto mais específico for seu conteúdo, mais propenso a uma conversão seu navegante vai ficar.

Isso acontece por uma lógica simples, ele está procurando por algo, encontra seu anúncio, entra na sua Landing Page e ela mostra claramente o serviço que você presta (que é o que ele está procurando). A chance de conversão é muito maior!

Por exemplo, se você for um consultor de visto para os Estados Unidos e estiver trabalhando no Google AdWords, pode usar páginas diferentes para grupos diferentes trabalhando variantes como:

  • Empresa de vistos para os Estados Unidos (e variações);
  • Consultoria;
  • Agência;

Você pode ter neste caso 3 páginas diferentes com 3 ULRs diferentes (Ex meusite.com.br/agencia-visto-eua, meusite.com.br/empresa-visto-eua, etc) e consequentemente otimizar cada página para a sua variante, assim as suas campanhas de AdWords aumentarão seu índice de qualidade e o seu custo por clique diminuirá e o custo por conversão será reduzido como consequência.

 

 

6. Somente peça informações realmente necessárias em formulários.

Ninguém merece responder 37 perguntas só pra solicitar um contato, né? Então faça as perguntas necessárias para você identificar quem é a pessoa (Nome), como entrar em contato (Telefone e/ou E-mail) e o que ela deseja (Mensagem, ou tipo de serviço que busca). O restante você pode perguntar durante um primeiro bate-papo.

Ao mesmo tempo não deixe o form muito aberto, para garantir uma mínima pré-qualificação. Por exemplo, deixe claro, para evitar de receber solicitações de emprego via landing page, pode deixar claro que para enviar o cv precisa ir no site institucional.

Na verdade não tem uma fórmula mágica, a solução será dada pelo teste A/B.

 

7. Dê atenção especial ao CTA – Destaque seu botão “enviar”!

Conversão, conversão, conversão!

Essa é a palavra mandatória da sua Landing Page, ela foi desenvolvida exclusivamente para gerar conversões, então deixe os botões de CTA (Call to action) bem evidentes!

 

8. Depoimentos, cases e selos de segurança ajudam a estabelecer confiança no site.

Isso mostra que você se preocupa com a credibilidade de sua página e que é uma página de destino segura. Aumenta a confiança do seu público com a sua marca;

Se puder, insira na landing page um depoimento ou um case referente ao serviço que está oferecendo e como ajudou outras empresas a resolverem seus problemas.

Caso precise saber mais como resolver as dores de marketing e venda da sua empresa, entre em contato com os consultores da NoTopo.com para uma orientação gratuita e sem compromisso.

 

9. Como fazer testes A/B para as Landing Pages

É fácil falar o que precisa fazer, ainda mais na base de uma experiência que deu certo.

Mas na verdade, para chegar a ter uma página de serviço que performe, precisa testar, testar, testar.

É sempre bom ter pelo menos 2 páginas de destino ao mesmo tempo para enviar 50% dos usuários para uma e 50% para outra.

Depois de um tempo, apague a que não desempenhou bem, e a partir da ‘boa’ crie outra, e assim, vai para frente.

Assim vai melhorar sua landing page e seu desempenho cada vez mais.

 

 

10. Use bem as Páginas de agradecimento.

A página de obrigado tem o objetivo principal de rastrear a conversão gerada.

No Google Analytics você pode configurar uma meta de campanha para cada usuário que entra na página de obrigado. A plataforma vai te mostrar a origem desta visita.

 

Para entender mais sobre Google Analytics veja o artigo seguinte ⇒ Como entender as fontes de tráfego do seu site?

 

Para chegar à página de obrigado o usuário passou pela página de destino e enviou o formulário, então de fato se tornou um lead, certo? Então esta meta no Google Analytics é a sua conversão e a origem desta visita nada mais é que a origem desta lead.

Assim, você pode avaliar de forma analítica e objetiva quais campanhas deram mais resultados.

Você pode também integrar tal meta diretamente no Google AdWords, assim a plataforma irá te mostrar qual anúncio ou palavra-chave geraram este lead.

 

Caso queira informações para configurar as metas nas suas campanhas, entre em contato com os consultores da NoTopo.com.

 

Ah, aqui sim, na página de agradecimento você pode e deve inserir um link para seu site. Afinal de conta, o usuário que aterrissou na página de obrigado, já se tornou lead.

11. Atenção aos Dispositivos Móveis

E não esqueça! Sua página de destino precisa ser compatível e responsiva para dispositivos móveis.

Sempre mais usuários entram em contato com a sua marca via celular, seja no Google ou no Facebook.

Ao clicar no seu anúncio eles precisam cair em uma página que abra rapidamente e que seja amigável também para smartphone.

 

Conclusão

Vimos em breve o que é uma Landing Page, para que serve e como se encaixa em uma Estratégia de Marketing Digital.

Resumindo as sugestões:

  1. Inclua todos os elementos importantes na Página de Destino;
  2. Remova links externos;
  3. Mantenha consistência entre Anúncio e Landing Page;
  4. Deixe a sua Landing Page simples;
  5. Quanto mais Páginas de Destino, melhor;
  6. Somente peça informações realmente necessárias em formulários;
  7. Dê atenção especial ao CTA – Destaque seu botão “enviar”;
  8. Depoimentos, cases e selos de segurança ajudam a estabelecer confiança no site;
  9. Como fazer testes A/B para as Landing Pages;
  10. Use bem as Páginas de agradecimento;
  11. Atenção aos Dispositivos Móveis.

 

Qual é a sua experiência com as Landing Pages? Já fez alguma? Deu certo? Gostaria de acrescentar algo sobre o artigo ou opinar?

Deixe um comentário aqui embaixo.

Compartilhe!

Estrategista de Modelos de Negócio e de Marketing Digital, Engenheiro. Mais de 10 anos de experiência internacional em vários paises da Europa e América Latina. Especialista na implementação e otimização de Processos de Business. Perfil linkedin: https://br.linkedin.com/in/daniloalbadigitalmarketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?