Defina a melhor estratégia de controle de estoque para sua empresa

Defina a melhor estratégia de controle de estoque para sua empresa

Um rigoroso controle de estoque é essencial para o sucesso de pequenas e médias empresas, porém muitas delas ignoram essa importância, a maioria das vezes por um desconhecimento sobre os princípios básicos da administração.

O controle de estoque é um dos pilares de sustentam os resultados positivos do negócio, além de garantir a eficiência empresarial e reduzir custos operacionais.

O que é controle de estoque?

O controle de estoque compreende as ações que têm como objetivo organizar e monitorar os produtos armazenados na empresa para garantir que as demandas sejam atendidas adequadamente, evitando excessos e prejuízos.

O estoque de uma empresa deve ser considerado nas finanças do negócio. Produto comprado em excesso, ou que não tenha demanda significa dinheiro parado, que pode impactar outros setores e causar prejuízos para a empresa, comprometendo o capital de giro.

Uma gestão eficiente de estoque permite prever necessidades de compras, reduzir perdas por roubos ou vencimento de produtos e obter melhores condições de negociação com os fornecedores.

Benefícios de fazer um controle eficiente de estoque

O controle de estoque proporciona diversos benefícios para a empresa, entre eles:

  • Otimizar o investimento com o estoque;
  • Fazer estimativas de vendas;
  • Projetar com antecedência os pedidos aos fornecedores;
  • Aprimorar o planejamento da produção;
  • Descobrir os produtos que vendem mais e menos;
  • Criar ofertas e precificar adequadamente.

Quais são os principais métodos de controle de estoque?

  1. PEPS

Esse método segue o conceito de que as mercadorias mais antigas devem ser as primeiras a serem vendidas. A sigla PEPS significa “primeiro a entrar, primeiro a sair”.

Esse é o método mais utilizado hoje em dia pelas empresas. Ele exige um rigoroso controle sobre a validade dos produtos e evita perdas e aproxima o custo de cada produto do seu custo real, já que o cálculo é feito a partir das mercadorias mais velhas para as mais novas.

2. UEPS

Esse método inverte a lógica do anterior e estabelece que o produto mais recente adquirido deve ser o primeiro a ser disponibilizado para a venda. A sigla significa “último a entrar, primeiro a sair”.

É um método bastante específico que não é recomendado para empresas que trabalham com produtos perecíveis, por exemplo. Nesse método o cálculo do custo dos itens vendidos é baseado no valor dos produtos mais novos do estoque.

3. Custo médio

Também conhecida como Média Ponderada Móvel, esse método prevê a renovação dos valores do estoque a cada entrada de novos itens por meio do cálculo de uma média ponderada.

Para aplicar esse método é preciso analisar bem o modelo de negócio da empresa antes de utilizá-lo.

O Custo Médio e o PEPS são os únicos métodos de gestão de estoque aceitos pelo Ministério da Fazenda para a contabilização e comprovação de custos para a declaração de Imposto de Renda.

4. Preço Específico

Esse é o método mais simples de gestão de estoque, mas para ser utilizado é preciso que a empresa consiga definir o preço exato de cada uma das unidades armazenadas.

Nesse método é o preço específico de cada produto que orienta o processo de baixa dos produtos a cada venda, e no final, o estoque é representado pela soma dos custos específicos dos itens ainda no estoque.

O controle de estoque pode ser realizado de diversas maneiras, desde com o uso de cadernos simples e lápis, até com softwares avançados online que integram todos os setores da empresa e facilitam bastante todo o processo.

Como fazer o controle eficiente de estoque na sua empresa?

O ERP, ou sistema de Gestão Empresarial é uma ferramenta que já se tornou bastante popular justamente devido à grande ajuda que proporciona com a integração entre os setores, e a otimização do fluxo de informações.

A automação da gestão de estoque garante mais agilidade e eficiência aos processos operacionais, além de organizar as informações de forma simples para que o gestor consiga identificar oportunidades ou necessidades facilmente, tendo tempo para agir com assertividade.

Com um sistema ERP o gestor consegue analisar o fluxo de mercadorias e criar cenários que permitem projetar futuras compras, planejar ações estratégicas que geram mais vendas e negociar com fornecedores.

Agora você já tem todas as informações necessárias para definir a melhor estratégia de controle de estoque para a sua empresa. Coloque essas dicas em prática e construa o seu sucesso.  

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?