Como estruturar um projeto de SEO?

Como estruturar um projeto de SEO?

Quais são os fatores mais importantes a serem considerados para começar um projeto de SEO?

Está criando seu site e leu na internet que com um projeto de SEO você não paga o Google para ranquear organicamente?

Ou até algo do tipo: veja como aparecer nas buscas sem pagar!

Ou então você leu daquele cara que publicou um post, um só post, e começou a bombar até fora do próprio controle?

Se for o caso, este artigo é para você.

No mundo digital de milagres fáceis, parece que um curso, um post, uma campanha ou simplesmente um clique podem resolver todos os seus problemas. No entanto vamos tentar entender que: SEO é um trabalho estatístico, quanto menos variáveis, mais fácil a previsão.

Determinística x Estatística

Primeiramente, veremos a diferença entre uma abordagem determinística e uma estatística.

Em uma abordagem determinística, podemos prever exatamente o resultado na base do que fazemos e do que corrigimos dos dados históricos.

Para entendermos, a matemática básica é de tipo determinístico:

você sabe que 2+2 sempre foi 4.

Então se, daqui a uma semana, um mês ou um ano, estiver na frente da conta 2+2, você sempre saberá que o resultado será 4.

Isso porque você conhece bem a fórmula que junta todas as variáveis do processo e pode prever o resultado.

Já em outro caso, por exemplo, na previsão do tempo. Se hoje está nublado, você pode estimar que amanhã será nublado ou não, dependendo do fluxo de ar e etc. Mas nunca terá certeza.

A sua abordagem não é determinística, sabe por quê? Porque realmente existem tantos fatores envolvidos na previsão do tempo de amanhã, que podemos sempre estimar, mas nunca ter certeza.

Projeto-de-SEO-estatistica

Se considerarmos todas as vertentes do SEO, tanto técnico quanto de conteúdo, da quantidade de fatores que o Google and Company consideram para seu site ranquear, e da frequência com que o Google atualiza o algoritmo, podemos ver que um planejamento de SEO nunca pode ser determinístico, mas puramente estatístico.

Para visualizar se um projeto está mais para o determinístico ou estatístico, podemos pensar em 2 macro drivers:

  1. Número de variáveis a serem controladas;
  2. Simplicidade das fórmulas que ligam as variáveis.

Quanto menos variáveis à disposição, mais fácil será controlar o processo e mais fácil será prever os resultados. Isso vale também para a simplicidade da fórmula que liga as variáveis.

Quanto mais simples o processo inteiro, mas fácil será a previsão do resultados, ou seja, o processo se torna mais determinístico e menos estatístico.

Um trabalho de SEO tende mais para o lugar de previsão estatística do que determinística, por 2 fatores principais:

  1. Depende de um número altíssimo de fatores (quem fala 200, quem fala mais, a verdade é que Google nunca divulgou o número de fatores);
  2. Não conhecemos o algoritmo que interliga os vários fatores, ou seja, a fórmula de SEO. Isso porque o Google não abre as cartas e também porque muda o algoritmo continuamente.

A melhor abordagem para trabalhar o SEO é esquecer dele?

Até agora nem mencionamos tags, noindex, H1, H2, etc… E isso porque é um conteúdo sobre SEO.

Caso queira se aprofundar no assunto, veja este vídeo sobre as tags:

O ponto é que antes de começar com a mecânica de criar e otimizar o conteúdo, precisamos entender e alinhar as expectativas.

Por não podermos controlar de forma determinística um projeto de SEO, a primeira coisa a fazer é reduzir ao mínimo o número de variáveis a serem controladas.

Podemos juntar todos os fatores que influenciam o SEO em 2 macro categorias:

  1. Referentes aos motores de pesquisa;
  2. Referentes ao usuário do site.

Ambas as categorias contém tantas variáveis que é impossível fazer uma conta matemática certa do que o motor ou o usuário vai gostar no nosso conteúdo.

No entanto, a categoria de robôs de busca inclui variáveis e fatores que sofrem alterações que não só não controlamos, mas nem podemos prever, nem de longe! Pelo contrário, o usuário pode ser visto como uma variável que muda com uma diferença mais visível.

Qual é a moral desta história?

Melhor pensar mais no usuário do que no robô.

Então se estiver começando um projeto de SEO, mas no geral, eu diria, de Marketing Digital. Foque no seu usuário, crie conteúdo e informações para ele e não para o Google.

Muito provavelmente o resultado do crescimento no Google virá como consequência.

Porque a estrutura da pauta de conteúdos é mais importante do que a otimização de cada um deles?

Outra caraterística típica de um trabalho de SEO é que o resultado é relativo e não absoluto. Não basta somente otimizar o seu site, você precisa que ele seja ‘mais otimizado’ do que os outros.

Ainda vemos quem concentra o trabalho de SEO na otimização do post do tipo, mínimo 1,000 palavras, a palavra-chave no H1 e as variações no H2, criar links externos para seu site e assim vai.

Veja qual a diferença entre SEO on page e SEO off page:

No entanto depois de um tempo você vê que seu site ainda não chega aos resultados esperados. Seus concorrentes ainda estão na frente.

Se um trabalho de SEO fosse tão simples como deixar verde a bolinha do Yoast*, seria quase imediato otimizar um site, mas ao mesmo tempo todo mundo poderia fazer isso de forma fácil, não? Todo mundo na primeira posição do Google?

Claro que isso não é possível! Então qual seria o diferencial?

O diferencial está em propor algo que os outros não têm, ou algo diferente.

E veja bem, este diferencial muito provavelmente não vai ser para todo mundo.

Um trabalho de SEO é mais eficiente ou eficaz?

Muita gente ainda confunde os dois conceitos. No entanto eficiência e eficácia tem uma base bem diferente.

Projeto-de-SEO-eficiente-eficaz

Eficiência é a capacidade de atingir o mesmo resultado usando menos recursos.

Já eficácia é a capacidade de atingir um resultado melhor a partir dos mesmos recursos.

Parece a mesma coisa, mas não é. Você poderia ter um resultado melhor usando mais recursos. Aí seu projeto seria mais eficaz, mas menos eficiente. Dá para entender?

Vamos aplicar este conceito para o projeto de SEO?

Se as visitas no seu site são os recursos, a qualificação delas indica a eficácia.

Então você pode definir se é melhor aumentar o número de acessos, ao custo de serem menos qualificados. Ou ter visitas mais qualificadas ao custo de serem menores os acessos.

Eficácia vs Eficiência.

Espero que tenha dado para entender.

Conclusão

Com o mundo digital sempre mais automatizado e com algoritmos em mudança contínua, quanto mais você desenvolver o seu projeto de Marketing Digital para agradar os robôs, mais você vai se tornar um especialista ferramental, com o risco de se afastar do que o usuário procura.

A sugestão é que tanto no SEO como no Marketing no geral, seria bom estruturar o projeto com o intento de agradar principalmente seu potencial cliente, deixando o robô no segundo plano. Com certeza vai ser mais barato e mais eficaz.

Geralmente o agrado do motor de pesquisa vem como consequência, pois o usuário lê o seu artigo, clica, compartilha e etc. Caso isso não aconteça, você agradou de qualquer jeito seu usuário. Que até provar o contrário é mais importante do que um robô, pois se ele pode comprar seu produto, o robô com certeza não.

Cuidado para não confundir a visibilidade com o sucesso do seu negócio!

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

A NoTopo é especialista em projetos de SEO e pode te ajudar, entre em contato conosco!

Compartilhe!

Estrategista de Modelos de Negócio e de Marketing Digital, Engenheiro. Mais de 10 anos de experiência internacional em vários paises da Europa e América Latina. Especialista na implementação e otimização de Processos de Business. Perfil linkedin: https://br.linkedin.com/in/daniloalbadigitalmarketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?