7 Itens para Começar um Projeto de SEO

7 Itens para Começar um Projeto de SEO

Quando você precisa de alguma informação, precisa pesquisar preço, letra de música, receita de bolo, endereço de loja, precisa comparar preço ou até mesmo comprar um tênis novo (sem tempo de ir ao shopping), você pensa rapidamente vou buscar no Google, certo?

Por que?

Porque você sabe que o Google vai te passar a informação mais relevante ao que você está procurando.

Mas esta informação não vem diretamente do Google! O buscador não tem um equipe de criação de conteúdo.

O buscador faz uma curadoria de todos os sites que estão na rede e que melhor correspondem a sua busca para apresentar para você.

Esse conteúdo pode ser video, imagem, texto… Não importa o formato, desde que esteja bem etiquetado para que os robôs, que fazem essa varredura, consigam facilmente entender o que seu conteúdo aborda.

O Google tem um algoritmo poderoso que consegue identificar esses conteúdos, fazendo um match entre o que foi digitado no Google e o que foi imputado de informação nos sites.

Como os Sites aparecem nas primeiras posições do Google?

Quando você procura algo no Google, logo considera os primeiros resultados?

Pois saiba que esses são espaços pagos. Todos os resultados que aparecem com o ícone de anúncio, são mostrados de forma paga e não orgânica.

clínicas médicas no Google pago e orgânico

Os primeiros são resultados da busca paga, os outros da busca orgânica.

Os anúncios orgânicos são resultados de um projeto de SEO, ou seja, você não paga para o Google.

Muito embora existem os outros resultados, chamados de orgânicos, que são escolhidas pelos robôs através daquele match, citado acima, é errado pensar que resultados orgânicos têm custo R$ 0,00.

Muita gente no mercado define estes como anúncios em que você não paga.

Isso está errado e quem fala isso sabe bem.

Não pagar para o Google, não significa que não tenha custo. Afinal, para conseguir aparecer bem posicionado na busca, nos dias de hoje, é preciso fazer um trabalho considerável de conteúdo, ter tráfego e relevância.

O site precisa estar bem otimizado, ser mobile first ou pelo menos responsivo e ser fácil e rápido de navegar.

E para isso precisa-se de competência técnica, estratégia…mas também de tempo.

E acredito que todos concordamos que o tempo é o recurso mais importante que temos.

SEO e otimização

O SEO (Search Engine Optimization) é a otimização para mecanismos de busca ou otimização de sites onde as estratégias tem o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site na busca orgânica em sites de busca para um determinado grupo de palavras-chave relevantes ao conteúdo do website.

Mas cuidado: você não vai finalizar um projeto de SEO só enchendo o seu site das palavras-chave que te interessam. Essa técnica é altamente ultrapassada e mal vista pelos robôs nos dias de hoje.

Na verdade, trata-se de um processo longo e complexo que necessita de constante manutenção, pois ajustes são feitos durante todo o projeto, uma vez que centenas de mecanismos influenciam e interagem em um projeto de SEO.

1. Briefing

Primeira coisa a fazer é analisar a situação atual, onde você quer chegar e em quanto tempo.

Lembrando que o seu objetivo precisa ser SMART (Specific, Measurable, Achievable, Reliable, Timely).

Assista este vídeo para entender mais sobre objetivo SMART.

Entenda as necessidades, estude o site que vai ser otimizado, averiguando o seu conteúdo, a organização e até a sua aparência.

Aponte ajustes e soluções técnicas para melhorar a performance do site.

Ferramentas como o Google Analytics, Google Search Console, Moz, SemRush e Similarweb podem ajudar a obter informações em relação à navegação do website.

Neste link você encontra um modelo de briefing que usamos na NoTopo.com, só clicar neste link: http://bit.ly/NoTopo-Briefing

2. Site em WordPress ou Wix

Se você nunca criou um site, provavelmente está pensando usar Wix, pois vê propaganda para tudo que é canto.

E provavelmente está certo, pois se ainda não tiver uma estratégia de Marketing Online definida, melhor ficar no Wix mesmo.

Já quando tiver uma ideia mais clara do seu caminho, pode pensar em WordPress em vez do Wix.

Um site em WordPress é de código aberto (PHP).

Deste jeito, se você não entender muito de programação poderá hospedar o seu site em servidores fáceis de usar.

Um bom exemplo para isso é o HostGator.com.br.

3. Arquitetura do Site

Ter um site atrativo também é um dos pontos cruciais do SEO.

Mantenha as informações organizadas por categorias e subcategorias para que o usuário possa encontrar o que procura rapidamente.

O Google prioriza sites que tenham sua arquitetura e organização separadas por hierarquias de assuntos.

Para definir para quais categorias e subcategorias focar, precisa fazer uma análise de busca de palavras-chave por volume de busca e nível de concorrência.

Para fazer isso, plataformas como o Planejador do Google, SemRush, Moz.com e keywordtool.io ajudam muito.

Se quiser mais informações sobre a análise do seu site, leia este artigo: SERP – Analise o posicionamento do seu Site na Internet!

4. Público-Alvo

Conhecer o público-alvo do site é uma das partes mais importantes do processo.

Saber onde este público se encontra, quais redes sociais ele usa, quais palavras-chave costumam pesquisar em sites de busca e quais são seus interesses são quesitos essenciais para você poder desenvolver o conteúdo que realmente atraia o seu público.

Recomenda-se fazer uma avaliação do público-alvo bem no começo do projeto, para entender quais palavras ele usaria para procurar seu site.

Para definir as perguntas que precisa fazer para esta análise, pode se inspirar no formulário que usamos na NoTopo.com. Segue: http://bit.ly/NoTopo-Buyer-Persona

5. Interação de Usuários

Incentive a interação de seu público através de ícones de compartilhamento nas Redes Sociais.

Se o usuário gostar do conteúdo no site, as possibilidades de quererem compartilhar o conteúdo com seus amigos nas redes sociais são maiores.

Instale botões em áreas bem visíveis do site.

É muito importante também incentivar a comentar no final do artigo… Então, por favor, opine a vontade sobre este artigo.

Se não ficou claro, se faltou algo ou se gostaria que abordássemos outros assuntos relacionados com SEO e otimização.

6. Concorrentes

Explore o cenário em que o cliente está inserido.

Faça a análise SWOT (analise suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças) e estude os seus concorrentes diretos ou indiretos.

Com a ajuda das plataformas online, especificamente SemRush, você poderá ter acesso a informações como: Quantidade de links, credibilidade, autoridade, valor de determinado site, etc.

Não esqueça de fazer uma análise de Benchmarking também fora do seu segmento, para ver se existem outras empresas que poderiam ter algo que você possa copiar.

Para aprofundar no assunto, sugiro ler o artigo: O que é Benchmarking e como fazer para um projeto de Marketing Digital.

7. Palavras-Chave

Após você entender o cenário do cliente, identificar o seu público-alvo e conhecer os seus concorrentes, comece a selecionar as palavras que mais se encaixam com o seu negócio.

Você pode escolher centenas, mas no final apenas as que realmente mais se adequem ao seu nicho serão selecionadas.

Lembre-se, você não pode ser refém da palavra-chave, seu conteúdo deve ter consistência e ser informativo, ou seja, relevante.

Escrever para o robô pode ser uma faca de dois gumes, escreva pensando no seu potencial cliente, em como pode fazer com que ele engaje mais com seu conteúdo e depois otimize seu conteúdo pensando se está claro, bem segmentado, com as Meta Tags.

Seu foco deverá ser seu cliente e nunca os robôs dos buscadores.

Conclusão

Estes foram apenas alguns pontos a serem pensados antes de se começar um projeto de SEO.

Como dito anteriormente, centenas de ferramentas podem ser consideradas nestes tipos de projeto, sendo elas no começo, meio ou fim.

Até porque um projeto de SEO divide-se em SEO on-page (otimização de tudo que está dentro do site) e SEO off-page (otimização dos links e das chamadas para o seu site em outras plataformas).

Lembre-se de que a otimização de um site é um trabalho longo e exige comprometimento do cliente e de quem o elaborará.

Aprofunda no assunto com os seguintes artigos:

SEO on-page

SEO off-page

Compartilhe!

Estrategista de Modelos de Negócio e de Marketing Digital, Engenheiro. Mais de 10 anos de experiência internacional em vários paises da Europa e América Latina. Especialista na implementação e otimização de Processos de Business. Perfil linkedin: https://br.linkedin.com/in/daniloalbadigitalmarketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?