4 Dicas de Estratégias de marketing digital

4 Dicas de Estratégias de marketing digital
por

Estabelecer um bom plano com estratégias de marketing digital nem sempre é tão simples como parece. Esmiuçar os pontos principais dando prioridade, de forma ágil, para o que é primordial para o projeto no momento, envolve discernimento e muitas análises do cenário atual. O segredo, em qualquer plano de marketing, é sempre mensurar o que foi implantado ou testado, favorecendo assim a geração de histórico para ter base para análise, e com isso, ter margem para ações futuras.
Abaixo seguem algumas sugestões de pontos essenciais que devemos contemplar em nosso briefing com relação aos primeiros passos para termos sucesso em nossa estratégia. Vale salientar que não existe “receita de bolo” quando o assunto é estratégia de marketing digital. Há alguns pontos que são essenciais para estruturarmos nossa estratégia de marketing digital, mas como cada empresa tem um cenário, maturidade, especificidade, etc… É ilusório acreditar em um modelo padrão que suporte todos os segmentos.

Análise dos resultados passados: 

Jornada de compra do consumidor (zmot, micro-moments, canais)

Entender a jornada de compra do consumidor é primordial para identificar o momento ideal para estabelecer uma venda consultiva, focada no relacionamento e como rumo à prospecção. Saber em qual fase de compra o seu cliente está, favorece seu time em saber se o cliente está simplesmente consultando produtos relacionados ou está em fase de comparação de preços para posteriormente finalizar a compra.

  •  Análise de termos de busca (demanda e sazonalidade)

    Quando se tem o maior número de informações ao seu favor é muito mais prático ter foco onde, de fato, vai gerar resultado. Saber quais são as principais demandas e dores do cliente te proporciona uma posição mais alavancada quando o assunto é entender o “chão” que você está pisando. Entender o período sazonal (que é muito comum em muitos segmentos) irá facilitar você a ter um fluxo previsível e mensurável, se precavendo mesmo nos períodos de pouca demanda.
  •  Análise de concorrentes

    Seja no setor de marketing, setor comercial, fluxo e previsibilidade da empresa, etc… Se sua análise não contempla dados dos concorrentes, além dos dados não corroborarem com o cenário, de nada vale esse levantamento para uso estratégico da empresa. Análise de benchmark (análise de referência com relação aos concorrentes) é primordial para entendermos o mercado e assim, usar essas informações ao nosso favor. Seja positivo: sabendo o que podemos agregar a marca, ou negativo: sabendo o que não quero para o meu negócio. Resumindo, dar uma “olhada na grama do vizinho” pode lhe trazer muitos insights valiosos para a sua empresa.
  • Perfil de pedido (Interações e ticket médio)

    Analisar seus dados “tangíveis” proporcionará você a mensurar todo o enredo do projeto. Saber seu ticket médio, taxa de conversão, taxa de rejeição, entre outros dados, facilitará você a entender melhor o desempenho do seu negócio e saber quais pontos podem ser otimizados com relação a análise de micro-gargalos. 
    Analisar seus dados “tangíveis” proporcionará você a mensurar todo o enredo do projeto. Saber seu ticket médio, taxa de conversão, taxa de rejeição, entre outros dados, facilitará você a entender melhor o desempenho do seu negócio e saber quais pontos podem ser otimizados com relação a análise de micro-gargalos. 
  •  Formação da persona (perfil, características e hábitos)

    Entender seu público-alvo (Buyer Persona) é imprescindível para qualquer ação a ser tomada. Seja o modo comunicativo, canal a ser utilizado, hábitos, gostos ou até mesmo comportamento, é essencial que você conheça sua persona até mesmo de olhos fechados. Isso favorece com que os recursos a serem considerados na abordagem deste cliente seja assertivo e a resultado seja positivo. É também nessa fase que incluímos a análise do ecossistema e comunicação/touchpoint  a serem estratégicamente utilizados.
  •  Análise dos guidelines da marca 

    Além dos pontos citados acima, é essencial que o projeto tenha um guideline bem estruturado, estabelecendo suas diretrizes e atuações com o objetivo de otimizar o processo de acordo com a rotina ou boas práticas definidas. 

Planejando a estratégia de marketing digital :

  • Planejamento da jornada de conversão/período sazonal

    Primeiro passo foi identificar jornada de conversão e período sazonal. Tendo esses dados em mente fica mais fácil agir com demandas/campanhas e  precaver, de forma preventiva, quais ações tomar para resultado em um período sazonal, onde a aquisição do produto/serviço do setor tende a ser menor. Planejar essas micro-interações te dará respaldo para trabalhar com insights valiosos que irão lhe proporcionar uma visão geral do perfil comportamental dos clientes, fazendo com que você possa se antecipar com situações corriqueiras para o seu negócio.
  • Planejamento de conteúdo

    Em períodos de inovação ou com limitações proporcionadas por um cenário externo (temos como exemplo a pandemia que o mundo está sofrendo) tende a propor modos alternados de interação com o público. Mas aí vem a questão… O que fazer? Proporcionar relacionamento com a marca resulta em resultados e alianças duradouras, tendo em mente que sua arma, agora, é prender a atenção dos seus clientes com conteúdo relevante e de forma estritamente segmentada.

Organizando sua estratégia de marketing digital :

  • É neste momento que a gestão do cronograma de todos os pontos levantados pela sua estratégia de marketing digital entram em ação e começam a trabalhar de forma conjunta. Como mencionado anteriormente, todos os pontos devem ser mensuráveis para proporcionar uma base de  histórico, favorecendo a você executar possíveis ajustes e melhorias durante o decorrer do projeto. 

Gestão das estratégias de marketing digital:

Gerir todas essas informações requer, em sua grande maioria, ferramentas para facilitar o manuseio e cronograma de todas as tarefas. Ferramentas de mídia, gestão de projetos, CRM ou um bom sistema de automação lhe ajudará, e muito, na execução de forma ágil de todas as tarefas. Mais uma vez, gostaria de ratificar a importância de uma gestão alinhada com a operação e lembrar que não existe “receita de bolo” para implantar estratégias de marketing digital ao seu negócio. Há metodologias e principais conceitos que podem ser adotados, mas atentando-se sempre à maturidade e perfil da empresa.

Se quiser saber mais sobre a melhor estratégia de marketing para sua empresa, entre em contato conosco! 🙂

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contate-nos via Whatsapp whatsapp