Blog
Início » Como tornar-se uma autoridade no LinkedIn?
jan 10, 2017 |

Como tornar-se uma autoridade no LinkedIn?

O Linkedin é uma poderosa ferramenta, entretanto muitas pessoas ainda não acharam a melhor forma de usá-lo, o que é compreensível, já que não é a rede social mais intuitiva e fácil de usar. Apenda a usar o Linkedin para negócios aqui!

Neste post, vou explicar a melhor forma de usar o Linkedin para gerar negócios com uma estratégia Outbound, mas saiba que também é possível usar o linkedin para recrutamento e posicionamento de marca.

Decidi dividir o post em 3 fases, para explicar detalhadamente cada uma, portanto se você já sabe do que se trata uma ou outra fase, pode pular e ir direto ao que interessa!

 

Como Otimizar Seu Perfil no Linkedin

Conheci muitas pessoas que tem um pouco de preguiça de preencher o perfil do Linkedin, ou então acham inútil, já que é possível anexar documentos, como o próprio currículo, por exemplo.

Se você é uma dessas pessoas, vai entender por que deve preencher seu perfil com um cuidado calculado.

O LinkedIn, assim como o Google, tem uma forma de “achar” as coisas por palavras-chave.

Se ele identifica no seu perfil a palavra-chave “analista de recursos humanos” e outras como “recrutamento” ou “entrevista”, vai te sugerir vagas abertas relacionadas a sua experiência, amigos que são da mesma área, conteúdos que possam ser relevantes, etc.

Agora, imagine que outras pessoas que podem ter interesse na sua experiência, não por motivos de recrutamento, mas para aumentar as conexões e possibilidade de fazer negócios, também estejam buscando por determinadas palavras-chave, posições ou empresas.

Ao inserir as palavras-chave no seu perfil, explicando a sua experiência profissional, apontando as empresas pelas quais passou e cursos que fez, você ajuda as pessoas que não sabem de você a te acharem.

Procure, portanto, deixar em evidência as palavras que as pessoas que você quer se conectar podem buscar.

 

Veja algumas dicas de como melhorar o seu perfil no LinkedIn:

  1. Insira algumas palavras-chave no seu headline, não apenas a sua posição atualComo otimizar o headline do linkedin
  2. Deixe suas informações de contato bem visíveis e disponíveis, tanto nas informações de contato quanto no sumário
  3. Insira mais palavras-chave no sumário e na experiência. Cuidado para não deixar o texto cansativo!screen
  4. Coloque no seu perfil links relevantes. Pode ser uma apresentação da sua empresa, um link para o seu site, projetos, etc.
  5. Explique de forma clara e resumida a sua experiência. Separar por tópicos pode ajudar. ATENÇÃO: Não deixe de preencher pelo menos 3 experiências profissionais se as tiver. Caso esteja trabalhando na mesma empresa e tenha mudado de cargo, explique o que fazia em cada uma das posições, para mostrar sua experiência de forma a tornar o seu perfil mais atrativo.
  6. Por fim, o que parece óbvio, mas nem sempre acontece: coloque uma foto profissional no seu perfil. Não aquela foto da festa de sábado na festa, ou uma foto tirada no espelho do banheiro.

O Engajamento no Linkedin

Sim, eu sei. Engajar em canais de mídias sociais toma tempo e disposição (assim como tudo na vida, não é mesmo?).

Para quem quer desenvolver negócios nas redes sociais, especialmente no Linkedin, estabelecer uma relação com as pessoas é essencial. No Linkedin, especificamente, há diversas formas de tornar-se aparente para as pessoas e fazer com que elas lembrem de você. Veja algumas:

 

Torne-se referência com posts no Linkedin

Crie posts de assuntos relevantes para o seu negócio e também para as suas conexões. Considere escrever sobre o seu produto – como ele pode ajudar as pessoas? -, temas atuais da sua área, e assuntos que possam enriquecer o leitor.

Uma dica que tem se provado útil é otimizar o conteúdo da mesma forma que se otimizaria numa estratégia de blog/ marketing de conteúdo. Use palavras-chave, deixe o texto dinâmico, insira links relevantes, subtítulos, etc.

Procure estabelecer um cronograma de postagens, mesmo que seja apenas uma postagem por mês. Além de conferir mais credibilidade e autoridade ao seu perfil, todas as suas conexões receberão uma notificação da sua postagem, ou seja, ao menos uma vez por mês as pessoas serão lembradas da sua existência 🙂

 

Use os grupos do LinkedIn para mostrar o seu conhecimento

O grupos do Linkedin são minas de ouro.

Através deles, você pode encontrar pessoas com o mesmo interesse, mostrar seu conhecimento fazendo comentários, respondendo perguntas, compartilhando os seus posts e matérias relevantes.

    • Faça parte de grupos nos segmentos e temas de interesse dos seus possíveis clientes, parceiros ou conexões. Uma dica boa é pensar onde a pessoa que você gostaria de conversar está.
    • Seja ativo nos grupos para que os membros lembrem-se de você e recebam notificações sobre as suas novidades.

 

Você pode usar aplicativos de agendamento de postagens para postar o mesmo conteúdo em diversos grupos de interesse, mantendo uma regularidade nas postagens. Alguns exemplos de ferramentas que podem ajudar com isso: Buffer (que eu prefiro, por achar mais intuitivo e simples), Hootsuit, MLabs (usamos aqui na NoTopo, muito bom também!)

Para quem não está disposto a pagar a ferramenta de business do Linkedin – Sales Navigator – os grupos se tornam ainda mais importantes, pois através deles é possível entrar em contato com pessoas que não estão entre as suas primeiras ou segundas conexões.

A melhor forma de usar os grupos para uma prospecção Outbound é encontrar dentro deles pessoas que se encaixam na sua segmentação.

Dica: Acessando a lista de membros do grupo é possível achar pessoas através de cargos ou palavras-chave e, considerando que você já está no mesmo grupo de interesse delas, entrar em contato sobre o assunto em questão.

Fora dos grupos não é permitido mandar mensagens InMail, portanto quanto mais grupos você fizer parte, maior a sua rede de contatos.

Cuidado para não mandar um InMail chato de vendas. Tente ser solícito e estabelecer uma relação de ajuda mútua.

Seja ativo com as suas conexões

As pessoas são notificadas de visitas em seus respectivos perfis. Visualizar os perfis das suas conexões e de outras pessoas o fará aparecer para elas.

Curtir, comentar ou postar coisas interessantes no seu feed também tornará o seu perfil mais relevante!

 

Como fazer prospecção no Linkedin

Por fim, chegamos à parte da prospecção. Não vou diminuir a importância dos outros tópicos aqui expostos, mas a prospecção é, deveras, a ação que traz resultados mensuráveis mais rapidamente.

O Linkedin oferece algumas ferramentas que podem ajudá-lo no outbound, entre eles o Sales Navigator. É uma ferramenta paga que facilita o contato com pessoas específicas, dentro e fora da sua rede de contato.

De forma geral, o Sales Navigator seleciona, com base nas suas preferências e configurações iniciais, perfis, cargos e empresas que sejam do seu interesse. Ele identifica as pessoas que estão em posição de fazer negócios com você e sugere um contato inicial.

É possível contactar essas pessoas sem a ferramenta, ou seja, de forma gratuita. A diferença é a quantidade de tempo que você vai gastar para encontrá-las e aguardar que a sua solicitação de “amizade” seja aceita, já que é necessário ter a pessoa entre suas conexões para enviar mensagens privadas (InMail).

Neste ponto, vale a pena nos perguntarmos se o custo-benefício de ter o Sales Navigator é maior ou menor do que não tê-lo, já que estamos falando de horas passadas no Linkedin, fazendo uma prospecção ativa.

Para ser mais clara, vou dividir esse tópico em dois tipos de prospecção: com e sem ferramentas pagas.

 

Como fazer prospecção no Linkedin sem usar ferramentas pagas

No seu perfil, ao lado do campo de buscas, há o botão de “buscas avançadas”. Acredite em mim, ele é muito útil e vai economizar horas do seu dia.

advanced-search

Nele é possível digitar palavras-chave que possam trazer as conexões adequadas até você. Pode ser uma determinada habilidade, uma determinada experiência ou outra coisa que você esteja buscando em uma pessoa.

advanced-people-search

Há diversos campos, além do de palavra-chave, mas tome cuidado para não exigir demais, colocando informações muito específicas, pois você pode acabar sem nenhum resultado encontrado.

Dica: use palavras-chave, informações geográficas e empresas como pesquisa inicial para a sua triagem. Essas informações são específicas o suficiente para você encontrar o que precisa e começar um bom negócio!

Um ponto importante a se observar: Sem a ferramenta paga do Linkedin NÃO É POSSÍVEL CONVERSAR COM PESSOAS QUE NÃO SEJAM CONEXÕES DIRETAS.

Como eu mencionei anteriormente, você pode “burlar” isso com os grupos, mas é importantíssimo enviar convites para o máximo de pessoas possível, para expandir ao máximo sua rede de contatos e assim potencializar a chance de fazer algum negócio via Linkedin.

 

Como fazer prospecção no Linkedin com o Sales Navigator (pago)

O Sales Navigator, em suas configurações iniciais, pede que você identifique o perfil com o qual gostaria de falar. Em linhas gerais, ele seleciona por localização geográfica, empresa (segmento, porte, localização, etc) e nível de cargos com os quais você precisa falar (gerente, sênior, presidente, assitente, etc).

Tudo isso conseguimos procurar pela Busca Avançada, a principal diferença é que o Sales Navigator vai achar sozinho essas pessoas para você, e te mostrar esses perfis como LEADS dentro do Linkedin.

Além disso, o Sales Navigator mostra as últimas novidades de cada Lead como sugestão de conversa para você estabelecer uma relação com o lead e fazer o seu SOCIAL SELLING da forma mais adequada.

 

Em suma, essa ferramenta acha seus leads, te mostra sugestões de conversa e te proporciona a ferramenta para entrar em contato com cada lead de forma direta. Muito menos tempo gasto no Linkedin, com resultados mais assertivos.

Quer saber mais sobre como melhorar os seus resultados online? Entre em contato com a NoTopo e ficaremos felizes em te ajudar! 🙂

 

NoTopo é uma Consultoria de Marketing Digital, no mercado há 10 anos. O diferencial da NoTopo é a capacidade de desenhar uma Estratégia de Marketing Digital a partir do entendimento do seu Modelo de Negócio. Este processo passa pela definição de um objetivo SMART de projeto, das "personas" do público alvo, a colocação delas no funil de venda, a linguagem a ser usada e os canais a serem explorados.

..

2 cometários para “Como tornar-se uma autoridade no LinkedIn?”

    1. notopo disse:

      Super obrigado pelo comentário!
      pode também acompanhar o nosso canal youtube: https://goo.gl/AW6XkI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.